Volta longa temerosa – VLT

Segunda-feira(4) previsto a inauguração de composição de trens de superfície, substituindo o velho trambolho ultrapassado, vencido e obsoleto, criatividade da inteligência do interventor federal Alberto Silva.

A partida inaugural da composição no trecho bairro Dirceu Arcoverde ao terminal da Praça Mal. Deodoro da Fonseca estava agendado para 9 h, em virtude do descompromisso do governador Wellington Dias, a maravilha de primeiríssima grandeza deixou a estação sem a presença do gênio da administração do estado que embarcou em uma parada intermediaria na Avenida Miguel Rosa, distante apenas uma estação para o final do inóspito sacrifício. Apresentou como pretexto para justificar contumaz irresponsabilidade o fato de um exame de hemorroida que realizou no período da manhã.

O lamentável de todo esse episódio é a conivência e a enganação imposta aos incautos que recebem o tal trem de bitola estreita, como sendo moderno metrô, invejável a estação Charles de Gaulle, localizado no aeroporto internacional de Paris na França.

O Piui se estabiliza e marca presença diária nas páginas do anedotário nacional por essas e por outras razões: Os estados de Alagoas, Maranhão e Piauí se digladiam em uma disputa titânica para garantir o troféu de campeão brasileiro de analfabetismo. Contemplando o contraste protagonizado pela realização do salão do livro do Piauí estabelecido nas dependências da UFPI, local inacessível, carente de transporte publico. Os estudantes dos colégios públicos são conduzidos por ônibus fretados, os oriundos do ensino municipal recebem vales no valor de R$ 15,00 para adquirirem obras literárias de famosos autores procedentes de todos os estados do Brasil.

Em breve visita pesquisei junto os estandes de vendas edições em escrita Braille, para minha surpresa, recebi sempre as mesmas respostas, temos disponível apenas em Libras, (Língua Brasileira de Sinais), outro procedimento discriminatório refere-se a privilégios assegurados às pessoas com Síndrome de Down, presentes no evento.

Me chamou atenção o gigantesco número de jornalistas, radialistas, repórteres e outros que se acotovelavam disputando políticos detentores de mandatos, pré-candidatos nas próximas eleições, secretários e gestores públicos em geral, disputados a tapas para prestarem suas avaliações em entrevistas nem um pouco imparciais. Ficou evidente que a mídia institucional custeada pelo erário, através dos extorsivos impostos pagos pelo contribuinte tem endereço certo, beneficiar figuras na injusta e criminosa campanha eleitoral extemporânea em 2018.

O que me causa espécie é o fato visível e preocupante que esses calhordas tentam a qualquer custo ocultar, dificultando qualquer debate ou propagação do nefasto processo em que 309 mil concorrentes ao Enem 2017 zeraram a redação, mas temos a grata satisfação do pomposo salão do livro do Piauí, assegurando futuro brilhante ao jovem leitor piauiense.

Parabéns a todos envolvidos nesse projeto que tem apenas uma única intenção, construir o desenvolvimento e progresso do Piauí em pé de igualdade com o que promoveu o indigenista Domingos Jorge Velho, preservando e protegendo a vida desses ancestrais.

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em terça-feira, junho 5th, 2018 às 9:32 am na(s) categoria(s) Crítica, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário