Vida fácil de puta é difícil

Quinta-feira (25) junto a uma equipe de jornalistas, produtores, redatores, diretores estive em um prostíbulo de elite em Teresina, localizado próximo a uma faculdade privada, produzimos um vídeo registrando as vísceras e entranhas da prostituição da juventude dessa cidade. o ambiente é protegido por perfeita segurança acústica, na entrada não se percebe o movimento de orgia no interior do recinto, clientes e veículos são identificados por leões de chácaras e moderníssimo aparato tecnológicos, câmeras e sensores antes mesmo de adentrarem ao estabelecimento. O acesso de estranhos e calouros somente com o aval na companhia de cliente tradicional e conhecido.

Absoluta maioria das meninas como são adjetivadas, oriundas de colégios noturnos remanescentes do interior, mantidas aparentemente a duras custas pelos pais que imaginam a garantia de futuro promissor a filha acadêmica. O dinheiro corre fácil, programas de variados preços R$ 200,00 o valor para uma simples companhia a mesa, R$ 1.000,00 um ato sexual com uma hora de duração, R$ 2.000,00 a liberação da beldade para espaços internos, ficando a cargo do cliente todas as taras e manias que se possa imaginar. As bebidas alcoólicas são caras, cervejas fabricadas em todas as partes do mundo com valores que chegam a R$ 50,00, uma simples dose de Whisky da safra de 1938 envelhecida em barris de carvalho custa a bagatela de R$ 300,00 acompanhados de alguns cubinhos de queijo provolone e outros mais.

Uma menina se aproximou pedindo licença para me fazer companhia, informei que estava a trabalho enquanto degustava uma cajuína, muito curiosa perguntou se aquela matéria seria exibida em alguma televisão, minha resposta foi negativa, perguntei como sabia que estávamos gerando um vídeo, ela muito perspicaz disse: Curso comunicação social e conheço o funcionamento de câmeras escondidas, já contei 6 com teus colegas. Percebi que estava pisando em terreno minado, mudei o assunto e perguntei sua origem, é natural do sul do Piauí na fronteira com a Bahia, filha de servidores públicos, cujos pais tiveram 8 filhos, todos adultos trabalhadores do pesado, roçado e tudo que aparecer como trabalho, se autoelogiou declarando que conseguiu se livrar daquela vida desgraçada porque é muito esperta, aos 12 anos começou um relacionamento com uma autoridade política da cidade, esse ato ajudou oportunizar sua lotação no gabinete do parlamentar, fato que lhe garantiu privilégios escolares sobre os demais irmãos. Perguntei se no início da relação era virgem, respondeu que permaneceu nesse estado até aos 14 anos, a opção sexual do seu ficante eram exóticas, a maioria delas sacanagem, engravidou aos 15 anos veio a Teresina para realizar aborto e evitar escândalo na cidade, me asseverou sem muito subterfúgio que aos 25 anos esqueceu o número de homens que transou, comentou que não é rica porque e viciada em cocaína e o pó do bom é caro e muito difícil, perguntei se seus pais tem conhecimento da vida que leva, respondeu que quando os visita é recepcionada como uma criança inocente.

Constrangido com aquele papo inóspito perguntei se tinha planos de abandonar aquela vida a reposta foi rápida: Me formo este ano, vou abandonar essa vida de putaria, arranjar um casamento e me dedicar ao lar como uma tradicional mãe de família. Fui autentico em minha afirmativa, não acredito nesse teu projeto, ela rechaçou imediatamente pedindo explicações, asseverando que eu não a conhecia nem tão pouco sabia quem ela era, procurei contemporizar a situação e externei meu pensamento, você se acostumou com muito dinheiro e o mais grave, é dinheiro fácil, usado em grande parte para manter seu vicio, não entendo como abdicará desse luxo, entre aspas, para viver de uma ínfima remuneração mensal com a responsabilidade futura de cuidar de casa, marido e filhos, nesse momento ela interrompeu a nossa conversa para anunciar que estava chegando alguns clientes, conhecidas personalidades do mundo jurídico piauiense, dentre elas um que adjetivou de “meu velho”, como estava a mesa comigo a figura mencionada por ela dirigiu-se a um recinto privado e mandou chama-la.

Antes de partir tirou a sandália do pé colocou em minha mão direita e perguntou: Você sabe quanto custou esse calçado? Antes que eu respondesse ela deu o preço, R$ 1.500,00 em um shopping, colocou sua bolsa em minhas pernas e disse, essa custou 5 mil dólares, ele me trouxe de presente em uma viajem que fez a Madri, colocou o seu celular em minha mão e disse, esse aparelho comprei há uma semana por 7 mil reais em especie, a vista, eu te pergunto: Como eu poderia conseguir tudo isso sendo filha de 2 barnabés e roceiros do interior do Piauí? Eu vou ter que ir, mas vou deixar claro que gostei muito de você, te ouço nos rádios, sempre te vejo na televisão, acho você muito inteligente e percebo que sua cegueira não é obstáculo para chegares onde quiseres, um dia vou te levar no meu apartamento para você saber o que é luxo, o que é vida de princesa, a natureza se responsabilizará de colocar o ponto final na minha vitoriosa missão de vida. Apertou minha mão, deu um beijo na minha testa e foi-se.

Saí daquele cabaré às 3h da manhã, verifiquei in loco que o crime de lenocínio da exploração da sexualidade de outrem está de vento em popa, livre, leve e solto, a impunidade, corrupção e conivência de autoridade geram milhões de reais nas noites teresinense. Após todo o episódio dos fatos que tenho convivência experiencia e conhecimento há 50 anos nos grandes centros do Brasil, torna-se muito difícil, é praticamente impossível essa prostituta profissional se redimir e realizar seu sonho matrimonial e maternal.

As meninas deste antro fazem pós-graduação em venda de carne humana, apos saírem das universidades, faculdades e academias. os trajes mais comportados são as lingerie de primeiríssima qualidade, o que parece ser glamour eterno é apenas e tão somente uma ilusão de um sonho perdido.

Carlos Amorim DRT 2081

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *