Vergonha Nacional o procedimento ditatorial da rádio Antares

Segunda-feira(28) o presidente Jair Messias Bolsonaro, foi submetido a 3ª intervenção cirúrgica, desta feita para retirar a bolsa de colostomia, cirurgia complexa, melindrosa e bastante perigosa, foram 8 horas de duração, graças a Deus a operação transcorreu com bastante êxito em conformidade com o planejado pela junta médica. Em uma das salas do hospital Albert Einstein foi montado a central do poder da república brasileira, quando o presidente Bolsonaro assume o comando da república, onde despachará com ministros e outras autoridades componentes do alto escalão do governo federal, o trabalho deve ser moderado obedecendo orientações médicas.

Todos os veículos de comunicação do Brasil a postos informando aos brasileiros a evolução da recuperação do presidente que está reagindo com normalidade a agressiva cirurgia, caminhando a passos largos a perfeita recuperação de sua saúde. O que me chama atenção é a irresponsabilidade da concessão pública rádio Antares AM ZY 921-800, emissora pertencente ao governo do estado do Piauí que simplesmente tem sua pauta jornalística ignorando de forma estúpida todos esses fatos referente ao presidente, recusando de forma veemente e criminosa veicular qualquer informação relativo ao presidente Bolsonaro.

É nítido, visível e facilmente identificável tratar-se de represália, retaliação, discriminação, exclusão e perseguição a autoridade máxima do Brasil, presidente de fato e de direito de todos os brasileiros, desconheço uma única reprodução de áudio na voz do presidente veiculado pela rádio Antares. Tenho denunciado essas deprimentes posturas em dezenas de matérias que produzi. É inimaginável, inconcebível e inaceitável que reles petistas possam excluir informações oriundas do planalto central e permaneçam incólume como estão acreditando serem protegidos pelo manto da impunidade.

Recentemente o governador Wellington Dias foi contemplado com empréstimo do banco interamericano com o valor de US$ 44 milhões, recurso financeiro avalizado pelo presidente Bolsonaro, nenhuma vírgula foi mencionado a respeito do importante crédito contemplado ao Piauí.

A Carta Magna brasileira, artigo 5º e seus incisos correlatos vedam esse tipo de imposição, afirmam peremptoriamente que os brasileiros são iguais perante a lei. É necessário medidas enérgicas, severas e urgentes para punir impiedosamente esses embusteiros. Setores republicanos que protegem e defendem a instituição brasileira Bolsonaro tem obrigação de reagirem acionando poderes judiciais e suas instâncias específicas para reverterem o mal caratismo desses anticidadãos. Não tenho nenhuma sombra de dúvida que tais providências serão tomadas de forma exemplar.

Carlos Amorim DRT 2081

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *