Vem quente que eu estou fervendo

O presidente Michel Temer, demonstrou pela segunda vez imensa capacidade de articulação, dom nato do convencimento, exímio líder politico, extraordinário negociador e excelente administrador do Brasil.

Apos a estonteante vitória conquistada através da votação em aberto dos deputados federais, ficou demostrado que os cálculos de projeção do sufrágio foi confirmado rigorosamente. A perspectiva de 270 votos foi alcançado de forma inequívoca vejamos: 251 votos SIM, 233 votos NÂO, abstenções 2 e ausentes 25, se somarmos 20 ausências e 251 sim teremos o resultado de 271, portanto foi estabelecido o cálculo previsto pelo governo, as demais ausências em número de 5 se refere aos parlamentares entregue ao departamento médico.

Com esse resultado o governo conseguirá aprovar todas as reformas que forem necessárias, para isso basta desenvolver rigoroso pente fino para conquistar adesão de alguns arredios que ainda não foram convencidos da importância de um país moderno, atualizado, desenvolvido e gerador de progresso.

Tenho convicção que só um presidente descompromissado com o processo de reeleição e a famigerada perpetuação ao poder teria condições de promover todas essas mudanças importantíssimas para o povo brasileiro. O Presidente Temer por 3 vezes comandou a câmara federal do Brasil, adquiriu conhecimento suficiente para saber de forma democrática o que é importante para esse país.

Quem conhece a história do estado novo do Getúlio Vargas, entenderá perfeitamente que mudanças profundas como essas só poderão ser efetivadas através de fortíssimo diálogo, como tambem, imposição rigorosa dos ditames do comandante maior da nação. As novidades oficializadas foi um verdadeiro Deus nos acuda, todos asseveravam que seria a derrota do Brasil e a falência generalizada do empresariado, ou seja, dos patrões.

A história nos informa que as previsões catastróficas não se realizaram, o Brasil continuou sua trajetória industrial, comercial e empresarial remunerando seus trabalhadores com o salário-mínimo no valor atual acima de 4 mil reais, cálculos do DIEESE. É necessário, urgente e premente, além da reforma trabalhista que venha a previdência administrativa, jurídica e política. O governo protagonista de todas essas conquistas entrará para a história da República Federativa do Brasil como o segundo presidente que fez em 2 anos o equivalente a 50.

O Copom derrubou a taxa Selic de 14,25% para 7,7%. A inflação desceu de 11% para 3%, milhões de trabalhadores brasileiros detentores de contas inativas, FGTS, PIS e PASEP receberam corrigidos seu rico dinheirinho que milhares já haviam perdido a esperança do mesmo, são fatos importantes que reacionários, retrógrados e componentes da imprensa mercantil não tem o mínimo interesse de informar a massa ignara brasileira.

O dia seguinte a votação ouvi praticamente todos os veículos de comunicação e cabeças de emissoras que fazem rede nacional, nenhum teve a hombridade de comentar centenas de fatos positivos que está ocorrendo na gestão Temer, todos unânimes na tentativa inútil de desmoralizar o nosso presidente.

Durante a exposição midiática, constrangedora não tenho lembrança que os dois outros acusados tivessem seus nomes mencionados, o foco único foi o presidente Temer, o mesmo episódio ocorreu durante toda a votação. Há um adágio popular que nos ensina “Dar a César o que é de César”.

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em sexta-feira, outubro 27th, 2017 às 7:40 am na(s) categoria(s) Crítica, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário