Teresina – São Paulo – Brasília

A prática do crime de morte no Brasil é incontrolável, as autoridades acovardadas, manietadas, impotentes e omissas, testemunham diariamente crimes promovidos com requinte de crueldade e perversidade, fato blindado com a certeza da impunidade.

Redes de televisões se especializaram em propagar, divulgar e massificar por várias horas eventos criminosos, como pautas essenciais, nenhuma alternativa para conter o ímpeto de proliferação desses fatos sequer são ventilados. O Congresso Nacional faz ouvido de mercador, completamente acometido de crônica patologia auditiva e oftalmológica, ou seja, não vê, não fala e não ouve.

Em 2015 entidades ligadas às polícias informaram a prática de 60 mil homicídios efetuados no Brasil, recentemente documentário de organismos internacionais declinaram que Teresina capital do Piauí é a mais violenta do planeta terra. Se fizermos avaliação superficialmente, sem dispender muito esforço, constataremos que mais da metade dos eventos violentos são praticados com utilização de motocicletas, por ser veículo ágil, rápido de fácil deslocamento dos engarrafamentos nas metrópoles, cidades médias e pequenas, dificultando assim, ação repressora do aparato policial.

Projeto de Lei 71/2013, que dispõe sobre proibição de caronas em motocicletas, ou seja, trafegariam com acento único, aprovado pela Assembleia Legislativa do estado de São Paulo vetado pelo governador que assevera ser o projeto de atribuição do Congresso Nacional. Como São Paulo detém a maior bancada das duas casas federais seria importante o compromisso dos representantes do povo paulista apresentar projeto na esfera federal.

Segue link do PL 71/2013, para seu conhecimento, coincidentemente houve uma sintonia da matéria oriunda de um piauiense com os mesmos objetivos de parlamentares de São Paulo que podemos assegurar, qualquer semelhança é mera coincidência.

Clique aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *