Supositório de calmante

A pancadaria recorrente nos jogos da copa do mundo realizada no Brasil é um fato sem precedente na história dos mundiais em todos os tempos. A mentora máxima do futebol em todo planeta representada pela FIFA orientou a seus árbitros que fossem parciais, deixassem o jogo violento correr livremente, somente após uma média de cinco infrações fossem aplicado as faltas.

O jogo realizado em Fortaleza nesta sexta-feira (4) entre Brasil e Colômbia pelas quartas de final houvera drástica consequência, causando gravíssimo prejuízo à seleção brasileira, quando o camisa 10 Neymar, foi atingido violentamente por trás, de forma covarde com uma joelhada pelo jogador Zuñiga, lesionando gravemente o atleta brasileiro o afastando definitivamente da copa gerando imensos prejuízos a carreira desse jovem jogador. Com base em laudos médicos ficará em média quatro meses afastado de suas atuações esportivas. A lesão na 3º vértebra é considerada benigna embora deixe bastante preocupados todos que cercam o jogador, especialmente seus admiradores em todo o mundo, perplexos, estarrecidos e indignados com a ocorrência.

Tivemos um evento semelhante protagonizado pelo atleta da seleção do Uruguai que mordeu durante a partida um jogador da Itália, embora o árbitro não tenha visto o delito as imagens falaram por si, causando grande repercussão e pressionando as autoridades  disciplinares da administração desse torneio punirem severamente o agressor o afastado imediatamente da competição o deportando a seu país, sendo suspenso por 9  jogos de torneios mundiais e quatro meses proibido de exercer atividade profissional como jogador de futebol em qualquer parte do mundo. Foi de fato uma punição rigorosa, severa e drástica que mereceu reações fortíssimas por parte das autoridades futebolística do Uruguai, recorreram da sentença, dentre algumas revisões o apelante conseguiu autorização para o craque infrator treinar durante o período de punição.

O mundo está na expectativa se haverá o rigoroso procedimento disciplinar por parte da FIFA ao episódio relatado acima, particularmente não acredito que haja providencia semelhante a ser promovida no caso Neymar, pelo simples fato de que o juiz espanhol Carlos Velasco Carballo deixou o pau correr solto em obediência a determinações de seus superiores. O futebol é arte que encanta os povos de todas as nações desde sua criação, movimenta fábulas de gigantescas cifras financeiras, emprega milhões de profissionais e gera milhares de pautas jornalísticas diariamente, portanto é premente e urgente moralizar e disciplinar com rigor a prática nociva corriqueira nas disputas realizadas em todas as arenas onde haja prática de futebol.

A seleção brasileira desde sua estréia até essa data vem se arrastando de forma a se manter viva no torneio com apresentações medíocres, atuações desordenadas equilibrando-se na corda bamba de conquistas e resultados, perdeu de uma vez por todas a capacidade de encantar, vencer e convencer oferecendo espetáculos ao apresentar o futebol arte que notabilizou o Brasil.

O Neymar era o ponto de referencia desse time, sua ausência causará terríveis transtornos e danos em todos os aspectos, atingirá seus companheiros de forma frontal, embora se desdobrando carregarão consigo imensa carga negativa, consequência de  fatos e atos que acompanha o selecionado nesse mundial. Indubitavelmente a Alemanha com sua postura fria e calculista  tirará proveito dessa situação e passará por cima  de 200 milhões de brasileiros de forma impiedosa e cruel, eliminando o sonho da conquista do hexa.  Quem viver verá.



Tags: , , ,
Este texto foi publicado em sábado, julho 5th, 2014 às 8:08 am na(s) categoria(s) Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário