Sem palavras

Ao decidir essa pauta me debrucei em algumas reflexões referentes a uma média de 10 profissionais que prestaram excelentes serviços a rádio Teresina FM 91,9 que foram demitidos ou se demitiram, reconheço também os que foram para a eternidade e sou testemunha da integridade desses dignos profissionais que honraram compromisso em garantir a informação autentica dos fatos enquanto jornalista, embora eu tenha dispendido imenso esforço para identificar uma falha ou um deslise dos expurgados sem lograr êxito.

Um dos fatores mais importantes da minha avaliação dos âncoras de programa é colocar a notícia em primeiro plano “na vitrine”, sendo o contrário, percebo facilmente o procedimento da pobre e medíocre Simone Castro. Dia 15 próximo passado, faleceu no Hospital Militar o ex comandante do SNI (Serviço Nacional de Informações) Newton Cruz, com mão de ferro geriu a base de muita pancada, prisões arbitrárias e bastante disparo de balas dupla explosão, culminando com o atentado terrorista ao Riocentro em 1981 em retaliação e represália ao processo de redemocratização do Brasil.

O inacreditável, insano, irresponsável e descompromisso é a anuência do proprietário da rádio Teresina FM 91,9, ao impor gritante censura cumulado com processo de violenta ditadura idêntica ao descrito anteriormente, envergonhando o processo democrático brasileiro. Tenho convicção que o senhor Deolindo Aguiar, está tristíssimo com a passagem do milico ditador para outro plano. Não é necessário ser especialista ou expert em comunicação para perceber a nociva atuação da jornalista Simone Castro, desmoralizando publicamente a quem pensa diferente dos seus proselitismos, políticos, sociais, administrativos, econômicos e outros, exímia em promover injustiças, crimes em desfavor dos ditames do artigo 5º da Constituição Federal do Brasil.

Divulgarei abaixo áudios inquestionáveis comprobatórios a minhas afirmativas, ao expor como absoluta responsável pelas estroinices da apresentadora Simone Castro, havendo conivência, omissão, ingerência e silêncio do patrão, tende a parceria bastante significativa em virtude de declaração da apresentadora ao declinar encontro casual em via pública, Deolindo falou em alto volume: — Simone vai na rádio que tem um negócio para você. Segundo a própria atendeu o chamado e está até a presente data.

Minha leitura desse ato dantesco e pitoresco é o constrangimento de jovens recém-formados distribuindo currículos em centenas de empresas em busca de um lugar ao sol, recebendo permanentemente porta na cara, gerando fome, desengano, desilusão e constrangimento, enquanto isso, alguém que eu não sei o tipo de teste foi submetido se ao menos uma prova de noves fora, tenha garantia de cometer todo tipo de abuso aos microfones de abrangência mundial de forma impune e independente. (A Empresa Brasileira de Comunicação tem seus profissionais admitidos através do crivo do concurso público).

Exijo esclarecimentos, punições e penalidades ao procedimento de um empregado que de forma humilhante trata a opinião pública participando ou tão somente ouvindo a programação da rádio descredenciando fatos divulgados por populares como sendo fake news, não merecendo credibilidade, cabendo os profissionais da emissora autenticidade a informação. Os cidadãos mantêm o funcionamento da empresa ao adquirirem os produtos anunciados na programação.

A Simone Castro, tem obrigação de levar ao conhecimento da opinião pública, normas, regras e disciplina imposta ao participante que tanto propaga, entendo ser essa senhora uma mentira oculta em uma farsa de pretextos a embromação coletiva. É nítido e visível duas contradições em defesa do inexplicável, promovendo injustiças, discriminações, preconceitos e exclusões ao seu bel prazer as pessoas que julga inferiores, inexpressivas, invisíveis e outros, desobedecendo o que a Carta Magna assegura, que todos são iguais perante a lei ex: O desprovido de forma absoluta estendido debaixo do viaduto tem seus direitos absolutamente iguais a mais alta autoridade do poder executivo brasileiro (o presidente). Como o programa JT1 e JT2 são gravados, qualquer cidadão tem acesso a provas contundentes e cabais das minhas afirmativas.

O Presidente da República Federativa do Brasil Jair Messias Bolsonaro, é avacalhado e agredido verbalmente por indivíduos inescrupulosos de forma vil, cito: negacionista genocida criminoso, chefe de quadrilha, comandante da rachadinha da Câmara Municipal e Assembleia Legislativa do Rio e senado federal, quando seus filhos movimentam indevidamente milhões de reais do erário, em algumas ocasiões a primeira-dama Michele Bolsonaro, é acusada de forma veemente de receber cheques oriundos da corrupção do clã Bolsonaro. Se o acusador for de Pasárgada, amigo do Rei, a Simone Castro faz ouvido de mercador, muda, surda e desatenta, embora esteja em seu local de trabalho nem uma única palavrinha a reprimir os crimes de calunia injuria, denunciação caluniosa, difamação sem qualquer tipo de prova.

Há 40 dias o indivíduo anônimo, mau caráter e irresponsável participou do programa da Simone Castro, asseverando que em uma ocasião ouviu a Simone castro retirar um ouvinte do ar abruptamente em virtude que falou uma coisinha, não foi agressão, desrespeito ou palavra de baixo calão, mas que mencionava outro ouvinte e tomou as providências devidas. Na ocasião solicitava ação da Simone para o ato do Carlos Amorim, que se diz muito correto ter dado banana para as pessoas, e banana não é coisa muito boa de se dar. A Simone Castro ávida por notoriedade, notabilidade a qualquer custo declarou: — Você está certo, eu deixei passar estava desatenta, se tivesse ouvido o teria retirado do ar na hora. O indivíduo por mais infantil que se possa imaginar percebe que a Simone Castro atua como censora da rádio Teresina FM 91,9, decidindo quem pode e quem não pode se manifestar na emissora, tenho convicção que essa pobre serviçal não sabe o que é “concessão pública de rádio difusão”, com um agravante, é contemplada com a impunidade como prêmio.

Um servidor público denunciou as irresponsabilidades da administração do prefeito bananeira, sendo um verdadeiro Bambu, a reação da Simone Castro foi imediata: — Se você repetir o que disse agora, vai ter problema comigo. Lembrei-me, se aplicarem um chute naquele lugar do Pessoa, atingirá de forma gravíssima alguma parte da Simone Castro.

Outro ouvinte reclamou do jornalismo da Simone Castro e do Luciano Coelho, que a atuação de ambos seria brincadeira alimentada por muitos sorrisos e deboches de ambos, a reação da Simone Castro foi imediata: —Se não tiveres gostando procura outro canal. Esse é o procedimento de uma cuspideira de microfone estúpida e mal educada).

Em uma entrevista com o Sindicato dos motoristas de ônibus de Teresina, este em alto e bom som acusou uma pessoa em ter classificado a instituição de “sindicato de merda”, nenhuma mínima reação da Simone Castro.

O presidente do Psol adjetivou o presidente da república de canalha, dentre outras acusações, nenhuma reação por parte da Simone.

Em certa ocasião um indivíduo ao participar do JT1 asseverou que o Carlos Amorim, é safado, liguei para o Luciano solicitando o número do telefone do agressor, que fica no bina do telefone o Luciano negou a solicitação acrescentando que o ouvinte tinha direito ao sigilo telefônico, portanto a rádio Teresina FM 91,9 tem duas caras, dois pesos e duas medidas, verdadeiro balaio de gatos ou a prática de briga de foice no escuro, para garantir privilégio aos privilegiados, onde abunda a mentira de forma exuberante.

Carlos Amorim DRT 2081/PI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima