Se decepcione querendo telefonar ao seu vereador

No processo eleitoral os candidatos a cargos eletivos são incansáveis, se deslocam a todos os logradouros, mesmo sendo os mais inóspitos que se possa imaginar, enfrentam sol, chuva, calor, poeira, lama, comem literalmente o pão que o diabo amassou, participam de forrós, festa de velhos, aniversários, rifas, cachaçadas, mutirões, abraçam pessoas com odor de macaco morto a tapa, outros que não tomam banho há 40 dias, auxiliam os que estão morrendo de fome com a mão estendida e boca aberta pedindo meio quilo de farinha e 200g de buxo de boi para matar sua fome. Enfrentam verdadeira via-crúcis, transformam-se em imortais durante o processo de campanha, não dormem, não adoecem, não sentem fome e não se preocupam com seus familiares.

Após as eleições os derrotados vão para vala e os que logram êxito durante o primeiro ano de mandato tem uma única preocupação, pagar dívidas contraídas em suas peripécies eleitoreiras, outros passam o mesmo período se tratando em grandes centros coo Rio, São Paulo, Goiás, Minas Gerais e outros. Informações dos assessores esses atos são consequências da desgastante correria em busca do voto a qualquer custo.

Há dez meses da posse dos vereadores eleitos em 2016, existe vereador que nunca pisou em seu gabinete, as atendentes se desdobram para inventarem pretextos, compromissos inadiáveis, reuniões, visita as bases, inauguração de obras e outros, todo esse leque de inconvenientes tem único objetivo, descartar qualquer compromisso aos que procuram o parlamentar, outro modus operandi refere-se as promessas feitas na campanha, esquecidas em tempo recorde em um profundo lapso de amnesia.

No quesito telefone disponível no gabinete a população, é praticamente impossível a transferência da ligação. A atendente muito bem treinada a prestar esse serviço exige todos os dados do pretendente, perguntam o que quer falar com o vereador e finalmente agenda para uma data que jamais se realizará ou promete retornar no dia seguinte.

Como toda regra merece exceção existem as raríssimas peculiaridades, no meu caso reconheço a disponibilidade da vereadora Cida Santiago, que por dezenas de vezes lhe falei por telefone e quando não havia disponibilidade recebi o retorno quando possível. Certa ocasião liguei para o vereador Deolindo, que me atendeu prontamente, conversamos por uma media de 10 minutos, são ações, atos e atitudes que sou obrigado a mencionar para que o grande publico saiba separar o joio do trigo.

Outra situação drástica, compromisso agendado com vereador, o mesmo chega atrasado, após 5 minutos manda seus assessores dispensar as pessoas que amargaram chá de cadeira entre uma e duas horas, apresentando um álibi criminoso e insustentável, que fora chamado pelo prefeito, pelo raio que o parta ou pela puta que pariu e desaparece do gabinete na velocidade da luz. O nome desse expediente é muito vulgar, principalmente para quem o pratica, “irresponsabilidade” no mais alto grau superlativo.

Exponho relação de telefone dos gabinetes da câmara municipal de Teresina, faças o teste e tire a prova dos nove, depois não diga que não avisei.

Carlos Amorim DRT 2081/PI

LISTA DE TELEFONES GABINETES DE VEREADORES

VEREADORES

RAMAL

FONE

Aluísio Sampaio

287 / 288 / 240

3222 – 2985

Caio Lustosa Bucar

3221 – 3971

Cida Santiago

303 / 304

3221 – 3997

Deolindo Moura

224 / 291

3229 – 1583

Dr. Lázaro

248/249

3222 – 5714

Edilberto Borges – Dudu

3221 – 5962

Edson Melo

300 / 244

3221 – 7903

Enzo Samuel

267

3221 – 4854

Evandro Hidd

269 / 270

3221 – 5532

Fábio Dourado

277 / 278

3226 – 4871

GABINETE DA PRESIDENCIA

273

3221 – 3988

Graça Amorim

301 / 309

3222 – 2890

Gustavo de Carvalho

299 / 303

3215 – 1115

Gustavo Gaioso

238 / 239

3221 – 3113

Inácio Carvalho

227 / 219

3221 – 4338

Ítalo Barros

302 / 343

3221 – 5035

Jeová Alencar

252 / 259

3221 – 5453

Joaquim do Arroz

275 / 276

3221 – 2978

Joninha

255 / 256

3221 – 5452

Zé Filho

268

3221 – 9018

Levino de Jesus

290

3221 – 2986

Luis André

285 / 286

3222 – 2900

Luiz Lobão

257 / 258

3221 – 4325

Maj. Paulo Roberto

3221 – 6454

Marquim Monteiro

9 9433-3910

Neto do Angelim

251 / 252

3221 – 7998

Nilson Cavalcante

98807-1800

Pedro Fernandes

Professor Zé Nito

263 / 264

3215 – 1114

Ricardo Bandeira

222 / 223

3221 – 2951

Samuel Silveira

272 / 271

3222 – 2896

SGT R. Silva

9 8836–5109

Teresa Britto

305

3221 – 6185

Teresinha Medeiros

319

3221 – 8446

Valdemir Virgino

265 / 266

3221 – 2961

Venâncio

253 / 254

3221 – 5980



Este texto foi publicado em quarta-feira, outubro 25th, 2017 às 8:10 am na(s) categoria(s) Crítica, Denúncia, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário