Ouro em pó em ventania

Em uma reunião de sugestão de pauta de uma televisão tomei conhecimento de um relise da OAB informando evento que acontecerá próximo dia 7, quando será debatido minuciosamente diversos direitos da mulher.

Não tive dificuldade em perceber que trata-se de mais um proselitismo, briga de gênero protagonizada por feministas, líderes de degradação da família, ideologias do politicamente correto, incentivo a orientação sexual em desfavor da vontade do indivíduo, discussão da lei Maria da Penha de nº 11.340, crime de feminicídio, crime passional, homicídio e assassinato de mulheres decorrente da violência urbana e uma série de outros adjetivos que culminarão com a tal misoginia.

No dia a dia da mídia brasileira é discutido a exaustão esse tema que particularmente me enoja e antipatiza minha compreensão. Fico embasbacado com o gigantesco espaço que essa gente consegue em todos os veículos para promoverem tal desserviço a sociedade, por mais que me esforce não consigo entender o superlativo valor da vida da mulher perante a de simples mortal ser masculino.

Diariamente são formadas ONGs que perambulam mundo afora propagandeando esse inócuo procedimento. Recentemente um promotor de justiça do Piauí foi conceder palestra no exterior, imagino que por pura falta do que fazer e imensa avidez para desperdiçar o dinheiro público ousou tamanho despautério.

Recentemente em um restaurante fui surpreendido por delegadas da Polícia civil, advogadas, mulheres desocupadas e outras não sei o que, invadiram o recinto incomodando os clientes com vastíssima distribuição de panfletos cumulado com muito papo furado.

Muitas das vezes faço algumas reflexões referentes a incisividade desse bando atuando 24h ininterruptamente com o objetivo de massificar suas ideologias, chego a pensar que a mulher passou a existir há três dias, representante legitima da ética, moral, bons costumes, dignidade, honestidade e outros, verdadeiras mães de Cristo na terra, não tem defeitos nem tão pouco pecados, é tudo de bom seus procedimentos, embora na realidade não sejam verdadeiras tais afirmativas.

Recentemente houve um encontro das putas do Brasil no Convento da Mercês em São Luis capital do Maranhão, nada contra, cada ser humano tem direito a fazer o que tiver vontade, mas jamais poderia usar máscara do arauto da moralidade.

Semana passada o programa policial ancorado pelo Datena, divulgou pesquisa que 97% do golpe boa noite cinderela são aplicados por mulheres. Autoridades de justiça que cuidam de presídios demonstraram através de dados oficiais que a reclusão de mulheres as penitenciárias aumentaram 500%, o envolvimento de mulheres com o crime é uma grandeza principalmente na modalidade tráfico de drogas, portanto é importante dar a César o que é de César, a mulher e tão maledicente quanto o homem em todas as dimensões, é importante desmistificar que a mulher é um ser supremo na terra

Consigo constatar de forma inequívoca ato de apropriação indébita de responsabilidade encampada no quesito representatividade dessas causas inócuas, verdadeiro diapasão para amealhar muito dinheiro, notoriedade, microfone de rádio e câmera de televisão para destilar ódio e antagonismo em desfavor do homem.

A coisa é exacerbada de forma assustadora, mulheres viajando para cima e para baixo a bordo de aeronaves, ocupando classes especiais, hospedando-se em hotéis 5 estrelas, usufruindo de confortáveis e maravilhosas instalações custeadas com o erário publico, enquanto isso algumas categorias perecem sem que alguém pronunciem uma única vírgula em suas garantias de direitos, exemplos: Idosos, pessoas com deficiência e imenso contingente de excluídos famintos e abandonados nos guetos, favelas e muquifos.

Quero deixar bem claro que nesta pauta não existe nenhum tipo de retaliação, represália ou desrespeito a integridade física da mulher e preservação de sua vida, da minha parte não há procedimento machista, sou absolutamente contrário a violência a mulher, mas e necessário tratar o polêmico tema com responsabilidade, urbanismo, honestidade e seriedade.

A emancipação da mulher foi conquistada em 1932, sendo em 1960 proclamado todas suas garantias quanto a liberdade através dos movimentos revolucionários ocorrido em todo o planeta terra, cujas garantias são absolutamente a baderna generalizada criada por espertalhões e oportunistas de plantão. Cuide-se e viva bem harmoniosamente ao lado do sexo oposto.

Carlos Amorim DRT 2081/PI



Este texto foi publicado em sexta-feira, dezembro 1st, 2017 às 8:19 am na(s) categoria(s) Crítica, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário