Mundo, vasto mundo, tão grande e tão pequeno

De 1967 a 1970 fui interno em um colégio na cidade de Arari, Maranhão baixada do Mearim, estabelecimento sob responsabilidade do Pe. Clodomir Brandt Silva, meus contemporâneos são destacadas autoridades, profissionais liberais e componentes dos três poderes administrativo do Brasil, dentre elas destacava-se pela sua inteligência, cumpridor de suas tarefas escolares, disciplinado e bastante reservado, seu pai próspero comerciante, fazendeiro e homem de negócio, de nome chico corriqueira servindo de brincadeira aos demais internos, meu ex-companheiro Francisco Dantas Ribeiro Filho, popular Dantinha ou Fufuca.

Mantivemos vínculo de amizade por muitos anos, após nosso afastamento ao término do curso ginasial, cada um tomou seu rumo em conformidade com a decisão dos pais. Há mais de 20 anos estive em seu apartamento no bairro São Francisco em São Luis/MA, na ocasião era prefeito da recém-emancipada Alto Alegre do Pindaré, recordo perfeitamente dos seus dois filhos, ainda adolescentes, para minha surpresa um daqueles meninos e o André Fufuca, deputado federal que tornou-se presidente em exercício da câmara dos deputados federais com apenas 28 anos de idade, sendo o parlamentar mais novo a ascender a este cargo.

Quero deixar bem claro que já tinha conhecimento das vitoriosas conquistas deste político, aos 21 anos elegeu-se a deputado estadual no Maranhão, ano passado esteve visitando a cidade de Timon/MA e o acompanhei através das emissoras de rádio, até então era um fato normal, tratava-se apenas do filho de um político, ex-prefeito de uma cidade maranhense, mas quis o destino que esse moço se notabilizasse para todo o Brasil assumindo um cargo da maior envergadura politica nacional em momento dificílimo a todos nos.

O surpreendente que esse jovem médico se firma a cada dia como grande articulador, demonstrando ter domínio como liderança que o é e sobre as lideranças que lhes rodeiam e o pressiona com procedimentos antagônicos, partidários, oposicionistas e individualistas. A capacidade de articulação do presidente Fufuca é exemplar, consegue com facilidade dominar e convencer ávidos jornalistas em suas intermináveis coletivas.

O que me causa admiração é a capacidade de colocar o dedo em uma ferida cronica que é a mídia marrom, aquela que tem placa no seu rabo informando que está aberta ao comércio de jabá que pode ser escarnecedor e prejudicial aos interesses da nação.

Por 24 horas as maiores redes de televisão do Brasil veicularam o trecho de uma entrevista do deputado, onde ele assevera a existência de 513 cabeças pensantes, cada uma com uma reforma própria, mesmo assim, se houver quorum colocará em votação a reforma política que poderá ou não ser aprovada, dependendo da vontade do sufrágio livre e independente dos seus pares.

Na minha avaliação a insistência da imprensa em massificar esses termos têm o objetivo pejorativo de depreciar, prejudicar, excluir e desvalorizar o trabalho que está sendo implementado, percebo facilmente tratar-se de ato preconceituoso e discriminador em face do deputado ser do estado do Maranhão, região reconhecidamente pobre.

Na fachada do Ginásio Costa Rodrigues, localizado na Praça Mal. Deodoro da Fonseca centro da capital maranhense lê-se o seguinte: A vida é combate que aos fracos abate, que aos fortes, aos bravos só pode exaltar (Gonçalves Dias).

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em sexta-feira, setembro 1st, 2017 às 10:08 am na(s) categoria(s) Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário