Miolo de pote de barro

O próximo ministro das comunicações do Brasil terá imensa atribuição moralizadora perante as outorgas de concessões pública de rádio e televisão. O tão propalado processo do marco zero de controle desses veículos, devem ser retomados de forma imediata, austera, rígida e severa para conter o ímpeto de banditismo promovido pelos detentores e exploradores dessas garantias, impondo rigorosíssimas sanções ao mínimo deslize ao desrespeitarem cláusulas contratuais de compromissos a prestação de serviço à população brasileira.

Sou comunicador profissional, reunindo todas as garantias do estado brasileiro, para desenvolver minha atividade laboral, tenho que ouvir o maior número de pautas possíveis, lamentavelmente a grande maioria não representa o mínimo possível de idoneidade, responsabilidade, compromisso, imparcialidade e o profissionalismo necessário ao comunicador e formador de opinião.

Por um aborto da natureza ouvi involuntariamente rigorosíssima cobrança do jornalista Mario Rogério, detentor da concessão pública rádio Difusora, como lhe é próprio e habitual, criticava exacerbadamente a alta cúpula da Polícia Militar, o poder judiciário, Ministério Publico e o governador do Piauí Wellington Dias, os achincalhes foram a marca registrada do relinche desse moço, sendo o motivo da pauta principal do programa, a razão pela qual um oficial da Polícia Militar que há um ano assassinou sua namorada, jovem acadêmica do curso de direito, até a presente data não ser julgado, não perdeu a farda, nem tão pouco a patente, e continua percebendo salário de dez mil reais mensais, mesmo encarcerado no QCG da caserna militar.

Ouvi toda aquela indignação, reconheci tratar-se de sensacionalismo barato, jogar para a plateia seus arroubos para tirar proveito da ignorância e inexpressividade dos seus ouvintes, esse procedimento de um discurso fálido aos microfones dessa emissora casca de ovo de pato, me remeteu a um episódio ocorrido há cinco anos, salvo engano, quando um vigia da rádio que desenvolvia atividades indevidas como operador de áudio e plantonista esportivo, em uma atitude tresloucada, de posse de uma escopeta assassinou um cidadão no interior do prédio da rádio, por esse motivo foi preso por uma semana em seguida liberado e até a presente data nenhuma manifestação a respeito do julgamento e posterior condenação do assassino, contemplado com a impunidade e a conivência do detentor dessa concessão pública, lamentavelmente o senhor Mario Rogério nesse caso específico sofre gravíssima patologia de amnesia, esquecendo permanentemente este triste acontecimento ocorrido na recepção do seu estabelecimento comercial.

Uma máxima muito conhecida entre nós assevera que “o pau que dá em Chico e o mesmo que dá em Francisco”, partindo desse prisma qualquer comentário produzido por esse senhor e inconsistente e improcedente em virtude da sua parcialidade. Um comunicador com esse tipo de procedimento está fadado ao insucesso e a incredibilidade. É facílimo sem muito esforço o ouvinte dessa inaudível rádio perceber as contradições, descompromissos e brutais desinformações promovidas por este veículo, vejamos: Um indivíduo desprovido de conhecimento para defender, acusar e agredir, se manifesta assiduamente na tentativa desesperada de aparecer como exímio sabe tudo.

Em certa ocasião asseverou convicto, baseado em governo único mundial adjetivado pelo mesmo como sendo iluminismo, promoveu veemente apelo a população, declinando sua preferência informativa aos idosos e crianças que não tomassem qualquer tipo de vacina, o objetivo dessas drogas não tem a finalidade de assegurar qualidade de vida e sim produto para matar, pois existem organizações que trabalham intensamente, diuturnamente com o objetivo de reduzir o número se seres humanos no planeta terra, o que é cômico se não fosse trágico é que após esse elemento encerrar seu torpe depoimento, foi veiculado spot de áudio pago pela mídia institucional da prefeitura através da secretaria da saúde, conclamando a população para vacinação em massa de idosos e crianças. Se eu não estiver equivocado esse tipo de postura é o mesmo que rasgar dinheiro e atear fogo o transformando em cinzas.

Outro fato pitoresco, dantesco e diário são ações criminosas de manifestações de participantes que de forma ousada, audaciosa e petulante atacam anonimamente vultos e autoridades da nossa sociedade legalmente constituída, é praxe o governador Wellington Dias, ser adjetivado aos microfones dessa emissora como cara de cachorro, canalha, bandido, ladrão corrupto e outros, esse é o tipo de mensagens que o detentor dessa concessão pública de rádio permite sem a mínima reação que se possa imaginar em repressão favorável a respeitabilidade, dignidade e preservação da integridade ética, moral e outros, qualquer repúdio de um cidadão sensato em combater esse tipo de atrocidade o Mario Rogério determina a proibição e censura do cidadão ou cidadã na grade de programação da rádio, em brutal desrespeito as garantias da constituição federal do seu artigo 5º, como também, o desrespeito as determinações dos direitos humanos no quesito exercício de cidadania.

Todo esse processo inescrupuloso é realizado diariamente na grade de programação da rádio carochinha de Teresina, de forma impunes suas estroinices continuam incólumes pela ausência de compromisso, responsabilidade e vigilância da Procuradoria da República Ministério Público, OAB, Delegacia de Polícia dos Direitos Humanos, Defensoria Pública e Egrégio Tribunal de Justiça do Piauí.

Apesar de todo esse leque de abusos e constrangimentos promovidos pelo desesperado Mário Rogério, verbaliza com ênfase ser a democracia do Brasil sua referência máxima de garantias a liberdade de pensamento e expressão, livre manifestação de ideias e respeito absoluto ao pensamento diferente do seu. Tenho convicção que o presidente eleito do Brasil junto com os poderes constituídos, defenestrarão esse tipo de crime da nação brasileira.

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em quinta-feira, novembro 1st, 2018 às 9:19 am na(s) categoria(s) Crítica, Denúncia, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário