Jeca Tatu de tamancos

O projeto do José Pessoa Leal, rumo a eleição para a Prefeitura Municipal de Teresina foi programado compromissos que imediatamente após as eleições que garantiu vitória ao executivo municipal a um caboclo desprovido de pedigree urbano em virtude de sua origem humilde, interiorana de trabalhador rural, (os adjetivos mencionados não significam depreciação do cidadão mencionado).

Os amigos e parceiros próximos, todos foram alijados do convívio do Prefeito após vitória nas urnas. É nítido e visível o tipo orgulhoso, intransigente, totalitário e mau educado, contemplando em número gênero e grau o popular adágio: (esse saiu do mato e o mato não saiu dele), é verdadeiro adepto da novidade, dos amigos de ocasião, dos oportunistas e outros. É impossível depositar qualquer tipo de esperança nesse prefeito falastrão, hipócrita, mentiroso e inconsequente, Teresina amarga a pior administração de sua existência, sem muito esforço, percebe-se a precariedade dos órgãos municipais sem qualquer exceção.

A última vez que visitei o Pessoa, em sua residência há 3 anos, comentamos sobre inovações a serem implementadas em beneficio da pessoa com algum tipo de deficiencia como prestadores de serviços ao município, como forma de inclusão, integração, socialização e ocupação da mão de obra ociosa, hoje percebo envergonhado que tudo não passou de bravata, papo furado e lero-lero do Pessoa, individuo isento de ética, responsabilidade e compromisso. Sua performance de caráter volúvel é acatar falsos elogios, cumplicidades desonestas e a velha tática do tapinha nas costas de bajuladores e capachos, motivando e alimentando a fome do seu EGO, recebendo adjetivos peculiares a Rainha da Inglaterra.

Após 15 anos de convivência diárias com o chefe do executivo municipal em outras atividades, reconheço no Pessoa o velho mote popularesco (Quer saber quem é o ser humano? Dê poder a ele). Exemplo: Em 28 de janeiro de 2021 audiência agendada para as 9h com antecedência de 20 dias, cheguei a prefeitura às 7h50min, lembro-me nitidamente que a Leal, me recepcionou e mandou o segurança me auxiliar até a antessala do gabinete do prefeito, moral da história: Embora a chefe de gabinete tivesse avisado ao prefeito de minha presença, só tive acesso ao gabinete as 12h20min, tomei chá de cadeira de apenas 2h30min, mesmo abraçado pela garantia legal e prioridade por ser pessoa com deficiencia visual. Reconheço essa postura como escárnio, exclusão e preconceito por parte do José Pessoa Leal, foi a última vez que estive em audiência com esse pobre-diabo, posso garantir que para sempre.

No quesito dignidade, responsabilidade e zelo pela coisa pública, temos no atual prefeito a maior decepção que se tem notícia no Brasil, principalmente no quesito nepotismo, vejamos: chefe de gabineteSol, parenta do prefeito; prestação de serviço de gabinete – Leal, parenta do prefeito; lotada no gabinete em algum cargo – Railda, parenta do prefeito; Secretário de governo – marido de parenta do prefeito; Secretário da Semcaspi –Alan, casado com parenta do prefeito; Superintendente da Strans – Cláudio Pessoa, primo do prefeito; João Pessoa, vulgo Pessoinha, responsável de quatro atribuições em secretaria na prefeitura – filho do prefeito; Primeira dama da prefeitura – mulher do prefeito com influência em todos os departamentos. No quesito raia miúda em funções aleatórias, são mais de cem distribuídos em todas as secretarias, posso vaticinar sem medo de errar que o poder executivo de Teresina é um verdadeiro Transatlântico em alto-mar sem leme, sem direção e sem energia de força motriz com apenas uma única expectativa (prestes a afundar).

Tomei conhecimento da 10 viagens do Pessoa a Brasília, representando Teresina, a produtividade dessas andanças são apenas incógnitas, perambula, gasta sola de sapato, despesas altíssimas com hospedagens, diárias e transporte, retorna de mãos vazias, batendo palmas e contando estórias para vaca ouvir na malhada. As entrevistas concedidas são estúpidas e criminosas (fui pegar dinheiro para construir o hospital da muié. Não disseram a ele que os ministérios para liberar qualquer recurso, primeiro avalia o projeto apresentado, por incrível que pareça esqueceu da edificação do canal de Suez, ligando os Rios Parnaíba e Poti, com um agravante, as duas margens teriam a serventia para plantar quiabo e maxixe, a água serviria para produção de peixe, cumulado com espaço para passeio de jet-ski. Um prefeito de uma capital com este tipo de pretensão só sendo mesmo um cabeça de bagre.

Ao ouvir programação jornalística de televisão, me deparei com emocionante manifestação do Pessoa, agradecendo o 25º Batalhão de Caçadores pela comenda recebida de honra ao mérito, concedida após minuciosa averiguação de todo o seu currículo enquanto político. Tenho convicção que o patrono do exército brasileiro Duque de Caxias, caiu do cavalo. É importante informar que todas as promessas e falácias do Pessoa no processo eleitoral, foram vazias, enganadoras e ludibriadoras, eu particularmente perdi a fé nesse falastrão, quando presente em uma de suas manifestações na casa de seus parentes no bairro Monte Castelo, declarou peremptoriamente que sendo eleito daria mil reais mensalmente a todos os seus eleitores, será que existe algum idiota que acreditou nessa bravata?

Percorro as ruas de Teresina e verifico a existência de um caos terrível na via pública, placas, painéis, buracos, aclives, declives, calçamento cabeça de jacaré, águas estagnadas, fossas estouradas, carros sobre as calçadas, calçadas despadronizadas, lixo abundante em todos os quadrantes da cidade, semáforos e sinalização de trânsito enguiçados e desrespeitados, engarrafamentos monstruosos, hospitais e clínicas deteriorados, falta de medicamentos, greve em todos os segmentos, escolas fechadas e crianças passando fome por ausência da merenda escolar. Toda a Câmara Municipal ajoelhada, acovardada e coagida pelo totalitarismo do prefeito que impõe o poder do vil metal para amordaçar manietar e neutralizar os mercenários vereadores dessa província.

Com toda essa performance protagonizada pelo Pessoa, só nos resta torcer para que o tempo possa voar a velocidade da luz e esse prefeito vá dar a sua descarga na casa do “carai”, mas antes, seja condenado a uma cadeia por ter desobedecido a justiça e comprado 6,5 milhões de reais de livros sem licitação. Pela minha experiência e vivência tenho convicção que esse prefeito pagará caro por sua irresponsabilidade descompromisso e incompetência a frente do executivo teresinense.

Carlos Amorim DRT 2081/PI

Post Relacionados Olho de Águia

Ouça o Programa

Guia Legal - Comunicação para Acessibilidade

Aos Domingos de 10:00 às 11:00 - Manhã

Jornalista Carlos Amorim
novembro 2022
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930