Frágil vítima inocente

Quarta-feira (11) de julho do corrente ano, visitei o comunicador popular, pessoa pública Miguel Ribeiro, o soldado aposentado encontra-se internado em uma das dependências do Hospital Itacor, a espera angustiante e traumática de autorização do plano de saúde PLAMTA para que seja submetido a uma cirurgia da carótida.

O que é lamentável e humilhante é que esse cidadão que prestou excelentes serviços ao estado do Piauí tenha como prêmio em sua velhice o abandono, desrespeito e sentença de morte a míngua, em virtude do eminente risco de vida que corre. É evidente que está instalado em um apartamento confortável, mas o objetivo único é a tão sonhada cirurgia para que recupere a saúde e volte para o seio da sua família no conforto do seu lar. É nítido, visível e inconteste a irresponsabilidade do governo do Piauí que de forma desumana e insensível permite que o piauiense seja submetido a imenso constrangimento público.

Ouvi em dois programas de rádio na manhã de ontem o terrível drama declinado pela própria vítima, quando descreveu a desgraça que lhe é imputada por este índio que governa o estado, por incompetência, conivência, omissão, negligencia, falta de vergonha na cara e brutal descompromisso quebrou o estado do Piauí.

Em conformidade com as declarações do Dr Joaquim Almeida, presidente do Hospital São Marcos, desde janeiro este governo deixou de pagar não só a instituição que administra, como tambem a totalidade do polo de saúde de Teresina, quando os hospitais, clínicas, ambulatórios e laboratórios amargam imensos prejuízos, demitem milhares de funcionários e desfiliam-se dos planos de saúde do governo, Iaspi e Plamta. No cômputo geral a derrocada é total, afetando a todos, principalmente os menos favorecidos e humildes cidadãos assalariados.

Quero chamar atenção das entidades, poderes e autarquias para atentarem em casos semelhantes a este que descrevo, tenho convicção que são milhares. É importante que o Ministério Público tome para si como compromisso de ofício promovendo procedimento de socorro imediato a este senhor, para que o mesmo não seja vítima de um infortúnio que possa ceifar sua vida, ocorrendo o indesejado fato, posso imputar ao governador Wellington Dias, a responsabilidade da autoria de homicídio doloso.

Fico embasbacado como e possível um indivíduo dessa estirpe, malicioso, rancoroso, perseguidor, intransigente, arrogante, prepotente odiento e outros bichos, esteja no topo das pesquisas para sua reeleição, acontecendo tal tragédia tenho certeza da incapacidade de sem-vergonheza desse povo em aceitar ser mulher de malandro que quanto mais apanha mais gosta, como segunda opção, indubitavelmente é gostar de sofrer como verdadeiro e legítimo masoquista.

Quero desejar ao meu amigo Miguel Ribeiro, brevíssima recuperação, que seja exitosa todas suas esperanças e que os homens e mulheres de boa fé possam interceder a favor desse voluntário radio-ouvinte defensor das causas dos seus semelhantes, sem voz e sem vez, sendo este cidadão tio de um coronel ex-comandante da Polícia Militar do estado do Piauí deixo a seguinte pergunta no ar: Imagine os parentes dos demitidos pelo governo, como tambem os que estão trabalhando com salários atrasados há cinco meses, estes terão o auxílio de quem?

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em quinta-feira, julho 12th, 2018 às 9:04 am na(s) categoria(s) Crítica, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

1 comentário para “Frágil vítima inocente”

  1. Miguel Ribeiro

    Olá! Carlos Amorim, li sua mensagem! Te agradeço imensamente pela sua coragem de publicar porque muitos famosos e tantos portais nem se quer chegam na porta do hospital e estou confiando no todo poderoso, com uma toca na cabeça esperando a cirurgia e acreditando cada vez mais que cada pessoa carrega a sua cruz. Fui realmente muito voluntário pra os cidadãos do Piauí, escrevi palavras que homens ganhando milhões não teriam coragem de escrever, mas voluntariamente falei por um povo necessitado e por muitas vezes os mesmos foram comprados pelo bolsa família, pois fome dói. O Piauí se aliciou por trás de um bandido, proporcionalmente, os que concordam com tais atitudes e atos também são!
    Att: Miguel Ribeiro

Deixe um comentário

Seu comentário