Formiga na tromba-de-elefante

O presidente eleito Jair Messias Bolsonaro, após muito trabalho, desgaste físico e mental concluiu a transição do seu governo, a equipe de ministros foi escolhida com muita responsabilidade, independência e compromisso, as nomeações de todos foram consideradas por analistas políticos de várias partes do mundo como sendo a melhor da república brasileira, em virtude da inexistência de ingerência de políticos tradicionais e as velhas raposas acostumadas a armarem arapucas somente com o olhar, atos rejeitados pelo presidente eleito que defenestrou a cultura do toma lá dá cá. Apenas com esse gesto percebe-se facilmente imensa mudança antes mesmo do início da gestão do presidente Bolsonaro. Essa postura indigna e provoca infarto fulminante aos adversários inimigos e a todos que fazem objeções ao governo responsável com início em 1º de janeiro de 2019.

A imprensa mundial, falada, escrita, televisada, portais, sites e blogs propagaram, massificaram, informaram e comentaram o profícuo desempenho do trabalho desenvolvido pelo presidente eleito, na árdua condução de liderar e organizar as ações dos seus assessores para que os prazos fossem cumpridos rigorosamente. Há 10 dias da posse do presidente de todos os brasileiros, Bolsonaro descansa em seu confortável condomínio enquanto espera sua transferência residencial de forma definitiva ao Palácio da Alvorada em Brasília.

Faço esse preâmbulo com o objetivo de mais uma vez denunciar brutal crime cometido pela concessão pública de rádio AM ZY 9 2 1 800 que promove linha editorial jornalística cometendo crime de censura invejável ao processo ditatorial, cumulado com o famigerado ato institucional nº 5 da lavra do general Costa e Silva, quando petistas derrotados e fracassados a frente dessa emissora proíbem qualquer mínima manifestação referente as informações do presidente eleito Jair Messias Bolsonaro, é terminantemente proibido a veiculação de matérias referente as ações do presidente eleito, exceto veiculações de editoriais tendenciosos, maledicentes, agressivos e mentirosos.

O programa jornalístico jornal da Antares, veiculado de segunda a sexta-feira de 7 as 8 horas em hipótese alguma pronuncia-se o nome do presidente eleito. Desde o dia 28 de outubro data de sua vitória nas urnas até os dias atuais não ouvi nenhum áudio de centenas de entrevistas concedidas pelo presidente sendo reproduzidos na rádio Antares. É terminantemente punido o profissional que ousar desrespeitar a estúpida e imbecilizada determinação.

O Piauí é reconhecido pelas demais unidades federativas como sendo o patinho feio da nação, o mais pobre, o mais miserável, o menor PIB do Brasil, detém a menor renda per capita da nação, o pior IDH dentre todos os estados, concorre com três outros estados com grande vantagem a ser o campeão de analfabetismo nacional, milhares de terceirizados, prestadores de serviços, comissionados e fornecedores amargam atraso de salários, demissões, como também, descompromisso por parte do governo que causa falência e brutal desemprego com fechamento de empresas

No perímetro urbano da capital do estado existe apenas 17% servido de esgotamento sanitário, é importante informar que essa capital tem média populacional acima de 800 mil habitantes. A fome avassaladora que mata os piauienses é de fato preocupante, em dezenas de municípios suas populações são abastecidas por carros-pipa, os dois principais rios parnaíba e poti que banham grande parte do nosso território absolutamente poluídos com severo assoreamento compromete o abastecimento de água a grande parte do território piauiense, portanto é inaceitável, inconcebível e intolerável que um gestor público a frente de um veículo de comunicação de propriedade do governo do PT seja tão irresponsável, insensível e descompromissado em não entender que o presidente eleito será o chefe supremo da nação, quando esse ato acontecer todos protagonistas dessas excrescências serão punidos severamente por retaliações, represálias, discriminações, preconceitos, manipulações a informação com o objetivo de ignorar a autoridade do presidente eleito demonstrando situação de extrema pobreza mental, profissional e intelectual dos seus autores.

O ministro da casa civil tem obrigação de determinar ao ministério das comunicações, investigações rigorosíssimas relativo ao brutal desrespeito ao presidente eleito, como também a depreciação dos atos de transição do futuro governo, obviamente essa auditoria deverá fiscalizar todas as prestações de contas da Antares e interferir na grade da programação da emissora, priorizando jornalismo sério, cultura, educação e proibir de forma definitiva alterando cláusulas contratuais da concessão para evitar corrupção e apropriação indébita de gestores que usufruem indevidamente de recursos financeiros obtidos ilicitamente através de veiculações de Spots, comerciais da iniciativa privada, sendo propagandeado, massificado e divulgado através de testemunhais dos âncoras produtos originários do comércio logístico de Teresina. Para que estas denúncias sejam comprovadas, basta apenas determinar a cópia da programação registrada no sistema de censura.

Meu desejo e o da absoluta maioria dos brasileiros, é que o presidente eleito promova excelente administração, assegurando definitivamente o Brasil para os brasileiros, privilegiando a classe trabalhadora penalizada e mais frágil. Que Deus abençoe a todos nós.

Carlos Amorim DRT 2081



Tags:
Este texto foi publicado em sexta-feira, dezembro 21st, 2018 às 9:49 am na(s) categoria(s) Crítica, Denúncia, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário