Exemplos feminino piauiense

Habitualmente nos finais de ano costumo homenagear personalidades da nossa sociedade que se destacaram durante todo ano que finda. Três mulheres que disponibilizaram seus nomes a candidaturas no processo eleitoral 2018, a meu ver o realizaram com grande magnitude, desenvoltura, eloquência, convencimento e determinação em seus objetivos, exímias comunicadoras conseguiram êxito absoluto no ínfimo espaço midiático levando ao conhecimento do eleitorado suas propostas de forma inequívoca.

O pódio montado por mim tem a seguinte formação: Em primeiro lugar Drª Leida Diniz, promotora aposentada, em segundo lugar Major Elizete, ambas candidatas a deputada federal e em terceiro lugar Jôve Oliveira, candidata a deputada estadual no processo eleitoral 2018. A homenagem que faço a essas senhoras consolidou-se em análise de suas performasse.

promotora-leida-diniz A primeira colocada, nas inserções demonstrava altíssimo conhecimento do estado de miséria do povo do Piauí com base em quase 30 anos de serviços prestados ao MP/PI. A experiência adquirida ao longo do exercício de sua atividade profissional lhe credenciou a se pronunciar com grande conhecimento de causa que pautaria seu mandato no Congresso Nacional, seria legítima representante das causas repudiadas pela maioria dos componentes do Congresso Nacional no trato da inclusão, valorização e garantias de direitos ao mais carente e desfavorecido e ao proletariado de forma geral.

Major ElizeteO segundo lugar, assegurado pela oficial Major Eliete, foi merecido pela sua garra, na maioria das vezes elencou o trabalho desenvolvido a frente do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – PROERD. Ao longo dessa missão amealhou dezenas de troféus, homenagens e reconhecimento da sociedade de autoridades e de membros dos poderes constituídos no Brasil a reconhecendo como excelente em suas proposições de contribuir para o combate ao câncer social que é a evolução do consumo de drogas no Piauí e no Brasil, massificou essa proposta educativa em seu programa semanal de rádio, atingindo picos extraordinário de audiência, lamentavelmente no quesito exercício de cidadania do povo em votar com dignidade, soberania, liberdade e independência precisa evoluir de forma magistral.

Jôve OliveiraO terceiro lugar, contemplando a uma senhora oriunda de Piripiri, Jôve Oliveira, tem a política no sangue que corre em suas veias, grande comunicadora, exerce o jornalismo como mola mestra para informar, educar, politizar e conscientizar o seu povo, muito eloquente, raciocínio rápido, inteligente, de forma invejável consegue se destacar em todos os postos que ocupa, é uma líder nato. Em suas expressões nas inserções de rádio e televisão do horário gratuito eleitoral foi muito convincente e humilde ao falar para o eleitorado, tinha a preocupação de pedir ao povo que se tivesse intenção de anular o voto que sufragasse seu número na urna eletrônica, pois seria muito importante para ela. Dentre todos inovou nesse aspecto, entendo tratar-se de processo pedagógico, lamentavelmente a fome, miséria, abandono, exclusão, ausência de escolaridade, teto, trabalho e salário obriga essa gente a cometer crimes eleitorais ao comercializarem seu voto ou o trocarem por qualquer quinquilharia.

Por força de minha vasta experiência e grande vivência ao longo de 50 anos envolvido em processos eleitorais, posso amenizar tal comportamento nefasto do eleitorado ao cometerem crime famélico, em virtude do gigantesco fosso entre o menor e o maior, ou seja, o que tem seu sonho de consumo realizado eu que atingiu a fase adulta e se quer conseguiu garantir sua previdência como contribuinte, portanto é urgentemente necessário reformas e politicas para combater humilhante situação da maioria dos cidadãos brasileiros.

Tenho convicção que os detentores de mandatos a fio, que vivem nababescamente a custa do sacrifício e da instabilidade desse imenso contingente de miseráveis, verdadeira matéria prima para assegurar vida confortável a bandidos, corruptos e ladrões do dinheiro público da merenda de alunos, medicamento do pronto socorro e do material escolar como e o caso de 119 milhões surrupiados da secretaria de educação do estado do Piauí sob o comando da primeira-dama e deputada federal Rejane Dias,

Com base nesse relato é muito difícil ou quase impossível pessoas com dignidade, responsabilidade e compromisso homenageada nesta pauta possam transpor essa cortina de ferro da compra de voto para tentarem mudar a trajetória do destino do teresinense, piauiense e brasileiro.

Carlos Amorim DRT 2081



Tags: , ,
Este texto foi publicado em sábado, dezembro 29th, 2018 às 11:13 am na(s) categoria(s) Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário