Eterna Vila Nova do Poti Velho

Teresina 2Teresina faz 166 anos de fundação, faço esforço sobre-humano para encontrar um ínfimo motivo merecedor de elogio, a província de Saraiva estabelecida na chapada do Corisco em 16 de agosto de 1852, nos dias atuais representa apenas e tão somente uma pocilga, onde o lixo abunda em todas as vias públicas.

O centro urbano envergonha a Serra Leoa, esgoto a céu aberto, lamaçais alavontê, buracos, crateras, fossas estouradas, cujo conteúdo exala fétido odor, calçadas esburacadas, calçamento cabeça de jacaré, exemplo, Rua mestre Júlio Arcanjo, cruzamento com Rua Heráclito de Sousa, absolutamente intrafegável, orgulho do bairro Monte Castelo.

A lei das calçadas niveladas é uma estória que o Fifi adjetivado da Lava Jato, conta para enganar bestas. A formação dessas vias são eivadas de aclives, declives e depressões, a irresponsabilidade do gestor que regulamenta o trânsito é gritante, permitindo estacionamento de carros de forma abusiva, ocupando o espaço dos pedestres, o tal corredor exclusivo do transporte publico é uma descarada mentira com objetivo único de roubar o proprietário e condutores de auto com aplicação de criminosas multas.

O estacionamento de carros dos dois lados as margens das vias de rolamento é algo estarrecedor em decorrência da ausencia de fiscalização e penalidades punitivas. Os comerciantes por acreditarem na impunidade ocupam o espaço da frente dos seus estabelecimentos com cadeiras, mesas, caixas de sons e outros apetrechos usurpando o espaço do ir e vir do cidadão de forma indevida e criminosa. A famigerada invenção do projeto integração do transporte coletivo urbano prejudica drasticamente compromissos dos usuários, amarga-se nos pontos de ônibus 30, 40, 50 minutos alcançando até 2 horas à chegada da condução.

Não posso jamais imaginar que essa desgraça que descrevo pode ser comemorado por alguém em sã consciência. Há um projeto do governo federal denominado “Cidade amiga do idoso”, por incrível que pareça, milhares de internautas desse trecho urbano imaginam que estou falando grego, pois o tal projeto se quer existe no papel nesses rincões de bravatas do histórico cabeça de cuia.

O número de acidentes envolvendo pessoas idosas é estarrecedor, em virtude da inacessibilidade dos espaços públicos. Pessoas com algum tipo de deficiência degustam diariamente o pão que o diabo amassou em consequência das falácias, mentiras, e enganações desse péssimo prefeito que tem como virtude máxima ocupar os veículos de comunicação através da mídia institucional para vender gato por lebre e fazer promessas que jamais cumprirá.

Em 2012 em sua última manifestação de campanha, na Associação das Industrias perante o então vereador Dr. Pessoa, eu e o Roney Lustosa, asseverou que em seu primeiro ato após vencer a eleição seria criar a secretaria de defesa da pessoa com deficiência, para garantir representatividade a 220 mil indivíduos com algum tipo de deficiência existente no município. Como esse prefeito é acometido de amnesia profunda, esqueceu do compromisso antes de assumir a prefeitura.

Em setembro de 2016 no programa Painel da Cidade, ancorado pelo locutor Joel Silva, provocado por mim, asseverou peremptoriamente que havia dado ordens de serviço para instalação de sinais sonoros ao longo da Avenida Frei Serafim, cuja obra seria conclusa no máximo até o final do ano, até a presente data sua palavra não teve o efeito de um sublime peido de burro. De forma perplexa, estarrecida e estupefata reconheço esse desprovido elemento como sendo o pior prefeito do planeta terra, absoluto e humilhante desrespeito a leis municipais em conformidade com matéria postada neste site denominada “legislação natimorta”. clique aqui

Tomei conhecimento través de uma matéria paga em certo veículo de comunicação que o prefeito distribuirá medalhas de honra a mérito a seus amigos, rapidamente identifiquei mais de meia dúzia de jornalistas jabazeiros, mentirosos, tendenciosos e falsificadores de pautas. Reconheço como merecedor apenas o comunicador mais digno, honrado e honesto no Piauí, Gil Costa, que lamentavelmente tem a missão de marcar presença junto a esses maledicentes privilegiados.

Identifiquei sem muito esforço que o Firmino além de tendencioso e preconceituoso é discriminador e excludente de forma brutal, mencionei acima o número de pessoas com algum tipo de deficiência existente em Teresina, muitos reconhecidos pela sociedade como cidadãos de excelência, detentores de três graduações acadêmicas, mestres e doutores componentes da sociedade civil organizada, contribuindo e produzindo com sua força de trabalho para o desenvolvimento dessa joça.

A Associação dos Cegos do Piauí/Acep é a única instituição de pessoas com deficiência que realiza eleições para a escolha de sua diretoria em urna eletrônica no território nacional, por incrível que pareça nenhum desses membros da comunidade adjetivada de minoria polvilhou a mente desse prefeito, sua atitude é de fato barreira intransponível à inclusão, integração e socialização dessas pessoas.

Uma questão de fazer morrer de rir é que o local onde o Zé das medalhas vai fazer sua festa, Teatro 4 de setembro, a calçada do prédio está deteriorada, esburacada, lixo adoidado e os tradicionais esgotos imundos escorrendo o fétido chorume oriundos de fossas estouradas dos bares, lanchonetes e botecos localizados nas adjacências.

Como sou cristão e acredito no ser superior identificado como Deus, pai de Jesus Cristo, tenho a esperança que a minha centésima geração possa nascer em uma cidade com evolução de uma Suíça Europeia. Até lá desejo aos protagonistas como presente dessa molecagem, descanso eterno em uma cova rasa de cemitérios de guetos periféricos dessa província.

Carlos Amorim DRT 2081

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *