Cruel abordagem

O jornalista Toni Rodrigues em uma eventualidade se deparou com um deficiente físico esmolando no cruzamento das avenidas Jóquei Clube com Nossa Senhora de Fátima, surpreso com o fato fez breve entrevista com o moletante que informou ao repórter  sua cruel e dramática situação de vida, excluído pelos poderes e autoridades, esquecido e abandonado pelas instituições. Relatou que por várias vezes tentou conseguir benefício de prestação continuada do governo federal criado exclusivamente para atender seu perfil e outras diversas vulnerabilidades existenciais, concluiu seu desesperador relato denunciando imensa burocracia imposta como exigência dificílima a ser cumprida, essa é a razão pela qual se encontra estendendo a mão à caridade pública para amenizar sua situação.

Essa matéria foi veiculada no programa jornal da tarde na rádio Teresina FM. Algumas sugestões foram citadas como forma de inclusão e exercício de cidadania aquela pessoa com deficiencia, absolutamente ignorada pelos bravateiros e oportunistas de plantão que propagam, propalam e massificam a evolução da acessibilidade pé de cobra existente no Piauí como sendo exemplo para o mundo.

O Toni Rodrigues involuntariamente detonou bomba de nitroglicerina pura ao colocar o dedo em uma ferida crônica, câncer oculto ausente do conhecimento público, do falido projeto de inclusão e integração a pessoa com deficiencia do Piauí, para permanecerem ganhando muito dinheiro vivendo nababescamente em detrimento da atenção, respeito e zelo de milhares de pessoas com o perfil desse deficiente abordado pelo radialista vereador.

Há vinte dias aconteceu em Brasília a 3ª Conferencia Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com a participação de várias autoridades do alto escalão da república, inclusive a presidenta Dilma,  na ocasião anunciou a liberação de sete bilhões e meio de reais para atender vastíssimas necessidades de 46 milhões de pessoas com algum tipo de deficiencia existente no Brasil (dados estatísticos do IBGE, censo 2010). Seria importante que o jornalista contatasse com o secretário Helder Jacobina, autoridade máxima desse segmento no estado do Piauí, como se trata de um órgão público divulgarei o telefone como utilidade pública 3222 3405.

Acorreram a Brasília para o evento acima mencionado representantes dos 224 municípios do Piauí, por incrível que parece nenhum deles veio a público para falar de sua atuação e outra proeza qualquer na conferencia, acredito que o objetivo foi fazer turismo, degustar o coffee break, as suculentas refeições, hospedarem-se em luxuosos hotéis e viagens aéreas como cortesia do estado brasileiro, onerando e sobrecarregando os cofres da nação custeando futilidades e vagabundagens de quem não tem o que fazer.

Fiquei muito feliz com a denuncia feita, serve como exemplo aos demais veículos de comunicação repercutir essa pauta como excelente prestação de serviço a essa comunidade de desfavorecidos e desassistidos pelas três esferas de poderes do Brasil.

Acesse a páginas “Apoiadores”.  Faça como o cantor Zeca Baleiro, ajude manter este site no ar.  Obs.: Ouça neste site CD Mistura Fina faixa 1 (Apoio Zeca Baleiro).



Tags: , ,

Este texto foi publicado em quinta-feira, dezembro 27th, 2012 às 11:35 am na(s) categoria(s) Denúncia, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário