Corrupção e improbidade caminham juntas

Teresina, 20 de março de 2019

Excelentíssima senhora Regina Sousa

Vice-governadora do Estado do Piauí

Quero nessa oportunidade parabenizá-la pelo trabalho prestado de relevante importância ao povo do Piauí. Tenho o prazer em asseverar ser vossa excelência exemplo para o Brasil, digna, honesta, responsável, compromissada e ancorada em um patamar privilegiado marcando presença sem uma única mácula ou nódoa em vossa trajetória de vida a frente das instituições que tem administrado.

Há 20 anos retornei à Teresina após 40 anos residindo, estudando e trabalhando em outras unidades federativas do Brasil, tenho como missão dar minha cota de contribuição ao povo dessa terra, principalmente a comunidade de pessoas com algum tipo de deficiência. Sou profissional da comunicação com registros emitidos pela Superintendência do Ministério do Trabalho de números 2081(jornalismo) e 1612 (radialismo).

Ao longo dese período que retornei a Teresina tenho percebido o processo de retaliação, represália, discriminação, preconceito, exclusão e desvalorização da mulher profissional da comunicação, rejeitada de forma inaceitável por parte da rádio Difusora AM, que na grade de sua programação diária não admite mulher apresentando, ancorando ou exercendo atividade de locução da emissora citada, sugiro para inibir, coibir, e proibir tais atrocidades que seja enviado a Assembleia Legislativa indicativo de lei para tornar obrigatório a contratação de mulheres em concessões públicas de rádio e televisão existentes no estado do Piauí.

Em minha avaliação, a rádio Difusora de Teresina é a única emissora do país que não tem locutoras e jornalistas desenvolvendo suas atividades profissionais aos microfones dessa emissora. É importante que seja realizado pesquisas junto aos órgãos profissionalizantes no segmento para identificar o número de formandos disponibilizados ao mercado anualmente, como também, dados de registros dessas profissionais constados nos anais dos dois sindicatos de classe da categoria. É importante amarrar em lei a contratação dessas profissionais de forma legal com registro em carteira de trabalho e previdência social.

Sem mais para o momento, reafirmo votos de consideração e respeito

Carlos Antônio Rodrigues de Amorim

RG– 3.922.742 SSP/PI / CPF – 38524678704

olhodeagua@hotmail.com Tel: (86) 999162496

 



Este texto foi publicado em sexta-feira, abril 12th, 2019 às 12:16 pm na(s) categoria(s) Crítica, Denúncia, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário