Corporativismo, conivência e omissão

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/08/AÇÃO-PENAL-1.pdf” title=”AÇÃO PENAL 1″]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/08/AÇÃO-PENAL-2.pdf” title=”AÇÃO PENAL 2″]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/08/AÇÃO-PENAL-3.pdf” title=”AÇÃO PENAL 3″]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/arq.04.pdf”]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/arq.05.pdf”]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/arq.06.pdf”]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/arq.07.pdf”]

[pdf-embedder url=”http://olhodeaguia.com/blog/wp-content/uploads/2019/09/arq.08.pdf”]

Clique aqui

Obs. Por gentileza, leia com atenção o item denunciado na matéria quando fui humilhado, discriminado e injuriado em audiência com 4 membros da diretoria da Strans, expulso do gabinete pela promotora que se recusou veementemente a ler o teor do meu termo de depoimento. É de fácil percepção que o excelentíssimo senhor promotor corregedor não se ateve a esses fatos vergonhosos e humilhantes, limitou-se a breves pinceladas nas questões interessantes a defesa ferrenha  da promotora Marlúcia Gomes Evaristo, por mim denunciada.

Carlos Amorim DRT 2081

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *