Chovinista na lama

Em 1980, Miele, showmam da TV brasileira que dispensa comentário, gravou a música melô do tagarela, considerado o primeiro Rap do Brasil, o refrão da música enfatiza forma hilária, debochada as possibilidades inconteste e alegria dos inusitados acontecimentos brasileiro.

Sexta-feira (18) o radialista Bartolomeu Almeida, aos microfones da rádio Teresina FM 91,9, pela misima vez deixou os ouvintes do J T 2º edição em polvorosas, perplexos e estupefatos, quando repercutiu um caso pitoresco de uma senhora em via pública fazendo sexo com um mendigo no carro do marido flagrada pelo mesmo, indignado pelo fato agrediu o autor imaginando tratar-se de estupro, sendo confortado pela esposa que a própria aceitou e autorizou o ato.

Essa dantesca estória é de reconhecimento público mundial, o inaceitável foi a forma do Bartolomeu Almeida ao interpelar os dois companheiros da bancada a declararem se perdoariam ou não a traição das esposas, os interpelados tangenciaram em suas respostas, a reação do ancora foi humilhante, intransigente, impositiva e autoritária, “eu sou o apresentador do programa que faz as perguntas aqui, quero a resposta, sim ou não”.

Percebe-se facilmente que o tal de jornalismo propagado é apenas e tão somente uma farsa para enganar bobos desprovidos e subservientes, especialmente com a massificação de um tal jornalismo de resultado, havendo como pano de fundo o objetivo conhecido como o “morde e assopra”, posso adjetivar também de verdadeiro faz de contas, para enganar chupador de pirulito. Em virtude do Bartolomeu Almeida ser um falso moralista, indigno e falastrão serve perfeitamente a manutenção, irresponsabilidade e descompromisso, determinado pela direção dessa emissora de concessão pública de rádio que tem como pauta principal mercantilizar informações inverídicas como sendo jornalismo autentico e honesto.

Frequentemente uma pessoa carente, fragilizada, humilde que está morrendo a míngua fez apelo ao Bartolomeu Almeida para conseguir uma cirurgia ortopédica esperada há dois anos, lamentavelmente o trapalhão apresentador engana essa pessoa assumindo compromisso de falar com beltrano e sicrano para agilizar a cirurgia, foi ousado, petulante e audacioso ao ligar para o secretário da Fundação Municipal de Saúde Dr. Gilberto, que ao ouvir as bravatas do indigno Bartolomeu Almeida, limitou-se a declinar: São 600 pacientes esperando a mesma cirurgia desse senhor, mesmo assim o escarnio das promessas continuam quase diariamente como forma de manter a mentira e o jornalismo de resultado.

Como forma de fazer graça ou palhaçada atacando a honra, caluniando, difamando e cometendo crimes, declarou peremptoriamente que o cantor Eduardo Costa, é danado para tomar mulher dos outros, foi para um show contratado por um prefeito e lá transou com a mulher do chefe do executivo, além de pautar essa denúncia farei chegar essas informações ao cantor denunciado, para que tome todas as providências necessárias, como conheço o funcionamento da justiça brasileira, o ônus da prova cabe a quem acusa, portanto o Bartolomeu Almeida pegou em merda por ser um falastrão inconsequente e estúpido.

Os ministros da República Federativa do Brasil são achincalhados de forma vil por esse moço do interior, como é do conhecimento público, comentários pejorativos que enchem o rabo de capote, capão recheados e outros e se vão sem nada oferecer ao Piauí, pelo que posso perceber a emissora é cúmplice e coautora desses desastres verbais, continuamente calada, omissa, conivente, negligente, irresponsavelmente apoiadora das bandalheiras promovidas pelo Bartolomeu Almeida. Ouço de forma repetitiva que o rádio é o maior veículo de comunicação do mundo, entendo do alto da minha sapiência, conhecimento e vivência que a grandeza do rádio está no seu material humano e não no aparato tecnológico e moderno existente em todo mundo.

Há uns dois meses em resposta a um comentário estapafúrdio da Simone Castro, no cagar dos pintos pautei neste veículo que a rádio Teresina FM 91,9 tem a pior safra de comunicadores ao longo de 15 anos de sua existência. Tenho convicção que não cometi nenhum erro, contra fatos não há argumentos, portanto minhas declarações estão todas confirmadas aguardando apenas uma única reação plausível a imperial direção da emissora.

Como oferta da casa dedico a histórica música que encantou palcos carioca, a esses cuspidores de microfones jabazeiros, mentirosos e falsários

Carlos Amorim DRT 2081/PI

Post Relacionados Olho de Águia

Ouça o Programa

Guia Legal - Comunicação para Acessibilidade

Aos Domingos de 10:00 às 11:00 - Manhã

Jornalista Carlos Amorim
novembro 2022
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930