Casal bomba prepara golpe mortal

O governador do Piauí é cômico, inveterado, permanentemente brinca e debocha do piauiense, sempre alegre, sorridente, se divertindo de forma hilariante com a dor, angustia, sofrimento e derrota das pessoas, consegue com suas tiradas de gangster reverter qualquer obstáculo em seu desfavor, exímio contador de estória, possui o dom nato do convencimento, comunica com galhardia apenas e tão somente o que lhe interessa, os temas e pautas nocivas e prejudiciais aos seus criminosos interesses, esses são descartados com o famoso lero-lero, ou seja, dar uma de João sem braço e sutilmente foge do assunto em debate.

Aos primeiros dias do ano novo tem se notabilizado como reinventor da roda e redescobridor da pólvora, transformando-se em verdadeiro vaqueiro chinês, parecido com o mote do saudoso João Saldanha, “O futuro chegou e nada mudou”.

Em coletiva a imprensa, lamentou profundamente o assassinato de uma criança de 9 anos pela polícia sob seu comando, disse que a mãe da vítima lhe pediu audiência, asseverou que a receberá em seu gabinete acompanhado de sua equipe, acrescentando que a criança vítima dos tiros não voltará a vida, mas vai determinar aos procuradores do estado para reavaliarem as expedições de liminares em favor de membros lotados na Polícia Militar, reprovados no exame psicotécnico, não se manifestou sobre a revogação das liminares concedidas através das câmaras recursais da justiça.

Ouvi todo aquele papo furado ao tempo em que retroagi em algumas reflexões de compromissos do governador assumidas com a mão em cima da Bíblia aberta no salmo 23, “O Senhor é meu pastor, nada me faltara”. Para Deus, autor dessas escrituras deixadas a humanidade como legado de compromisso, responsabilidade, dignidade e humanidade, Para Wellington Dias, apenas símbolo de falsas promessas, hipocrisia, demagogia e mentiras.

O governo do Piauí assumiu compromisso de indenizar e pagar pensão vitalícia às vítimas da barragem de algodões, até a presente data todos estão no mais absoluto esquecimento e abandono.

No incêndio ocorrido em uma detenção de menores, quando muitos pereceram queimado vivos, o governador falastrão Wellington Dias, esteve lá fazendo uma de suas visitas 171, chorou, lastimou e se declarou constrangido com a tragédia, mais uma vez prometeu ajudar a todos, vítimas e seus familiares, já se vão quase uma década e o chefe do executivo do Piauí acometido de amnésia esqueceu totalmente as promessas assumidas.

A juíza de direito Eliana Márcia, titular do juizado de pequenas causas centro, localizado a Rua Mato Grosso nº 210, fez história no Piauí, tendo o Wellington Dias como aluno principal. Lembro-me que ajuizei uma ação em desfavor de um banco por passar a terceiros informações negativas do meu CPF de forma inexistente, na tresloucada e tendenciosa decisão da meritíssima foi indeferido meu pedido, com o seguinte argumento “Ninguém está obrigado a emprestar dinheiro a quem quer que seja, esse ato deve ser de comum acordo das partes interessadas”. Lamento o tendencioso ato tangenciando-se a veracidade dos autos.

No caso do Wellington Dias, não sei qual a análise da Eliana, pois o governador ajuizará ação em uma vara cível do Tribunal de Justiça para obrigar a Caixa Econômica a lhe emprestar 300 milhões de reais. Qual das duas personalidades estão corretas? O governador ou a meritíssima?

A título de informação a delegacia de polícia civil Decotec, através do seu titular delegado Josimar, há 3 anos solicitou em meu nome degravação de áudio ao instituto de criminalística, lamentavelmente até a presente data a irresponsabilidade dessa instituição tomada da certeza da impunidade não se manifestou a respeito, embora o procurador-geral do MP/PI tenha sido denunciado ao Conselho Nacional de Justiça a exigir o cumprimento da lei, deu o calado com resposta, nenhuma providência foi tomada em desfavor da instituição policial civil.

A Margarete Coelho, em suas bravatas disse em entrevista que não abdicará da vice-governadoria, pois não é candidata de si mesma, pertence a seu partido e de outras instituições que representa. Acredito que incautos, desprovidos, bajuladores, capangas, puxa-sacos e outros acreditam piamente na versão destrambelhada dessa senhora.

Um país com 13 milhões de desempregados, 40 milhões de analfabetos funcionais, 1,7 milhão de adolescentes na faixa etária de 14 a 16 anos fora da sala de aula, no Piauí 400 mil analfabetos, sendo uma parcela desse contingente abraçado por R$ 17,00 de aumento do salário-mínimo, com base nesses dados oficiais do IBGE torna-se dificílimo o eleitor dessa província recusar R$ 50,00 em troca do seu voto para sufragar o número de um desses bandidos, ladrões da consciência pública e assassinos cruéis promotores da fome, miséria, lágrima, sacrifício e do sofrimento desses esquecidos seres humanos.

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em sexta-feira, janeiro 5th, 2018 às 9:52 am na(s) categoria(s) Crítica, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário