Carlos Amorim

Carlos Amorim, hoje com 59. Aos 33 anos perdeu a visão em decorrência de um glaucoma, nessa ocasião residia no Rio de Janeiro onde recebeu as primeiras informações para viver a nova realidade que apresentava-se como um desafio a ser vencido. Percebeu com facilidade a estupidez da sociedade em desrespeitar, excluir, discriminar e desvalorizar a pessoa com deficiência. A partir de então travou uma luta titânica com a finalidade de educar, conscientizar, informar e sensibilizar as pessoas, autoridades e poderes constituídos, principalmente com todas as atenções voltadas a respeitabilidade da legislação vigente do Brasil pertinente a pessoa com deficiência. Tendo encontrado barreiras quase que intransponíveis, mas existe uma esperança em um número reduzidíssimo do contingente populacional do Brasil que também está encampando essa tarefa. A cada instante procura ocupar todos os espaços para divulgar essa necessidade premente como está sendo feito nesse veículo. A maior barreira encontrada não são as arquitetônicas, são de fato as atitudinais, quebradas essas barreiras teremos o nosso reconhecimento alcançado como pessoas produtivas, instruídas, competentes e que a cultura retrógrada do “CEGUINHO COM A CUIA NA MÃO” seja extirpada das mentes e dos corações da sociedade brasileira. Houve nesse processo de transição pós cegueira um intenso aprendizado, participações em congressos seminários, fóruns nas mais variadas unidades da federação brasileira, culminando com o reconhecimento de algumas instituições que perceberam sem muito esforço a importância do trabalho desenvolvido em benefício do bem estar da comunidade de pessoas com deficiência do estado do Piauí, em conformidade com certificados, títulos e diplomas expostos em visitações dos internautas. Enfim apresenta-se ao conhecimento de todos “OLHO DE ÁGUIA” projeto educativo, como uma prestação de contas do serviço prestado a comunidade de pessoas com deficiência do estado do Piauí ao longo de dez anos, tendo como conteúdo em suas 32 faixas de gravação em áudio, matérias institucionais, educativas, denúncias, reproduções de participações em rádio e televisão, entrevistas feitas e concedidas pelo autor desse projeto, reconhecimento de serviços e elogios a autoridades constituídas, pessoas físicas e jurídicas, todo esse trabalho voltado para a conscientização, informação e educação de todos, para o atendimento adequado às necessidade da pessoa com deficiência. É importante a participação de todos nessa nossa empreitada, não se recuse a colaborar. Carlos Amorim

Sanitário voador

Fábio Novo, deputado estadual, petista doente, pré-candidato a prefeito de Teresina, com os seguintes agravantes, este crápula logrando êxito em sua intenção, acabará com o que resta do malfadado legado de Firmino Filho, vejamos: Há 10 anos estive no gabinete desse pseudo representante do povo do Piauí, apresentando projeto para multiplicação do “Viver sem limite”, …

Sanitário voador Leia mais »

TEATRO EM CASA

Comércio e indústria de turismo estão sendo afetados diariamente pelo coronavírus. Assim como a cultura, a pandemia interrompeu milhares de espetáculos e atividades culturais no mundo. A situação da classe artística se mantém delicada. Esse setor vive de aglomeração, teatro é feito ao vivo. Associação dos Produtores de Teatro (APTR) estima que, nas duas capitais, …

TEATRO EM CASA Leia mais »

És putano, não jogues pedras

O julgamento de Salomão, é uma história da Bíblia hebraica na qual o rei Salomão de Israel julgou entre duas mulheres que afirmavam ser mãe de um filho, surpreenderam-se com a reação do julgador que solicitou que lhe trouxesse uma espada para dividir ao meio a criança objeto do litígio, e entregasse as duas mulheres o produto …

És putano, não jogues pedras Leia mais »

Juntos e ao mesmo tempo distante

Nesse período de isolamento social as lives despontaram como tendência de entretenimento. O aumento significativo da audiência no Instagram e Facebook, virou um bom negócio para esse tipo de transmissão caseira Desde março com a pandemia do Covid-19, eventos, feiras de adoção, entre outros foram cancelados e consequentemente as doações diminuíram. Se a crise mundial …

Juntos e ao mesmo tempo distante Leia mais »

Capachos e bajuladores órfãos

No final da tarde desse domingo (05) fui surpreendido por uma ligação telefônica informando o falecimento do deputado federal Assis Carvalho, o fato já era previsível em virtude da patologia que lhe era peculiar, como também, várias intervenções cirúrgicas para implantação de Stend, sendo a última realizada no hospital Albert Einstein em São Paulo. Graças …

Capachos e bajuladores órfãos Leia mais »

Insuportável obra humana

Em 1973 cheguei ao Rio de janeiro, minha primeira moradia foi na ladeira da Glória no bairro do mesmo nome a 2 quarteirões da Rua do Russel nº 434, onde funcionava a poderosíssima Rádio Globo. Lembro-me perfeitamente que ao visitar aquele império me deparei com o Francisco Carioca, um dos monstros sagrados da comunicação da …

Insuportável obra humana Leia mais »

A luz de sol impune

Em 8 de maio de 2020 perante várias autoridades da república brasileira foi empossado o senhor Cláudio de Castro Panoeiro, com deficiência visual no cargo de secretário Nacional de justiça e Segurança Pública, “advogado concursado da união”. Três autoridades da república se manifestaram de forma contundentes, elogiosas e respeitosas ao grande feito protagonizado pelo presidente …

A luz de sol impune Leia mais »

Voo cego para a morte

Semana passada, um episódio em Recife capital de Pernambuco, quando uma criança filha de uma empregada doméstica tentando encontrar sua mãe despencou do 9º andar de um edifício, antes do fatídico acidente ficara sob responsabilidade da patroa na ausência da empregada que havia levado o cachorro para uma caminhada. Vários pretextos foram argumentados para justificar …

Voo cego para a morte Leia mais »

Rolar para cima