Carlos Amorim

Carlos Amorim, aos 33 anos perdeu a visão em decorrência de um glaucoma, nessa ocasião residia no Rio de Janeiro onde recebeu as primeiras informações para viver a nova realidade que apresentava-se como um desafio a ser vencido. Percebeu com facilidade a estupidez da sociedade em desrespeitar, excluir, discriminar e desvalorizar a pessoa com deficiência. A partir de então travou uma luta titânica com a finalidade de educar, conscientizar, informar e sensibilizar as pessoas, autoridades e poderes constituídos, principalmente com todas as atenções voltadas a respeitabilidade da legislação vigente do Brasil pertinente a pessoa com deficiência. Tendo encontrado barreiras quase que intransponíveis, mas existe uma esperança em um número reduzidíssimo do contingente populacional do Brasil que também está encampando essa tarefa. A cada instante procura ocupar todos os espaços para divulgar essa necessidade premente como está sendo feito nesse veículo. A maior barreira encontrada não são as arquitetônicas, são de fato as atitudinais, quebradas essas barreiras teremos o nosso reconhecimento alcançado como pessoas produtivas, instruídas, competentes e que a cultura retrógrada do “CEGUINHO COM A CUIA NA MÃO” seja extirpada das mentes e dos corações da sociedade brasileira. Houve nesse processo de transição pós cegueira um intenso aprendizado, participações em congressos seminários, fóruns nas mais variadas unidades da federação brasileira, culminando com o reconhecimento de algumas instituições que perceberam sem muito esforço a importância do trabalho desenvolvido em benefício do bem estar da comunidade de pessoas com deficiência do estado do Piauí, em conformidade com certificados, títulos e diplomas expostos em visitações dos internautas. Enfim apresenta-se ao conhecimento de todos “OLHO DE ÁGUIA” projeto educativo, como uma prestação de contas do serviço prestado a comunidade de pessoas com deficiência do estado do Piauí ao longo de dez anos, tendo como conteúdo em suas 32 faixas de gravação em áudio, matérias institucionais, educativas, denúncias, reproduções de participações em rádio e televisão, entrevistas feitas e concedidas pelo autor desse projeto, reconhecimento de serviços e elogios a autoridades constituídas, pessoas físicas e jurídicas, todo esse trabalho voltado para a conscientização, informação e educação de todos, para o atendimento adequado às necessidade da pessoa com deficiência. É importante a participação de todos nessa nossa empreitada, não se recuse a colaborar. Carlos Amorim

Comandante comandado

Sábado (20) me deparei com o comandante da Polícia Militar de Timon no Maranhão concedendo entrevista em uma emissora de rádio, no preâmbulo do início da matéria fez algumas considerações as autoridades que decidiram sua vinda para sua nova caserna. Com o objetivo de testar sua independência, conhecimento e senso do contexto que permeia a …

Comandante comandado Leia mais »

Palhaço da cara limpa

Em 2019, audiência no Ministério Público do Trabalho, presentes a procuradora Dra. Maria Helena, o autor Carlos Amorim, intimados Humberto Coelho, J. Filho, Valdeck Moraes e o advogado dos acusados. No decorrer da audiência o diretor sindical que se identificou como presidente do colegiado, J. Filho, asseverou que todos os profissionais que atuavam na radiodifusão …

Palhaço da cara limpa Leia mais »

Farsantes travestidos de locutores de camelódromo

Há 21 anos retornei definitivamente para Teresina, com intenção de contribuir com a Associação dos Cegos do Piauí-ACEP me filiei como membro associativo, após um ano fui eleito em uma chapa, diretor da instituição, ao tomar conhecimento de inúmeras injustiças em desfavor da comunidade da pessoa com deficiência visual elenquei como meta fundamental educar e …

Farsantes travestidos de locutores de camelódromo Leia mais »

Sindicalista mau-caráter

Após quase um ano que ajuizei ação de danos morais e materiais em desfavor do Valdeck Moraes,  no juizado Centro, localizado a Rua Mato Grosso nº 210 bairro Cabral, tinha convicção do indeferimento da lide em virtude de problemas pessoais que a titular nutre por mim, em retaliação a denúncias que tenho realizado ao longo …

Sindicalista mau-caráter Leia mais »

Corredor da derrota contemporânea

Após adiada por 2 vezes, a Câmara Federal votou a PEC 5, que alterava drasticamente o procedimento do Conselho Nacional do MP, aumentando de 2 para 5 o número de deputados que comporiam essa instituição, lamentavelmente eram necessários 308 votos favoráveis do total de 513 deputados, infelizmente por uma ninharia de 11 votos foi derrotada …

Corredor da derrota contemporânea Leia mais »

Ossada, oferta da casa

Semana passada realizei intervenção em uma entrevista com o senador Elmano Ferrer, em um veiculo de comunicação local, foi dissertado o brutal fosso existente entre o maior e o menor, o menor que mencionamos é a classe de excluídos, esquecidos, abandonados e famintos. O Lions Clubs com base em estatística de 2016 estarreceu o mundo …

Ossada, oferta da casa Leia mais »

Omissão e conivência patronal

Ao Senhor, Paulo Guimarães De 21 a 28 do mês de agosto comemora-se a semana nacional da pessoa com deficiência, dia 23 entre 4:30 e 4:40 da manhã o Paulo Gomes Brito, teceu comentários depreciativos, prejudicial, excludente em brutal desrespeito a vastíssima legislação federal de garantias de direitos a pessoa com algum tipo de deficiência …

Omissão e conivência patronal Leia mais »

MP-PI revoga lei federal

Teresinenses com deficiência visual reivindicam sinalização sonora nas vias da capital Em Teresina, há aproximadamente 220 mil pessoas com algum tipo de deficiência e todos se sentem inseguros ao transitar pela capital, visto que falta acessibilidade Emelly Alves 08/10/2021 12:29h – Atualizado em 08/10/2021 12:56h A Lei nº 10.098 de 19 de Dezembro de 2000, …

MP-PI revoga lei federal Leia mais »

Madalena arrependida

Domingo (3) 8h da manhã, me deparei com a cadeirante Carla Cléia no Studio da rádio Difusora de Teresina prefixo 1.370, ancorando o programa denominado “A hora da acessibilidade”, enquanto ouvia o preambulo do objeto da programação me debrucei em algumas reflexões. Após 40 anos de andanças pelo Brasil sendo a maior parte vivida no …

Madalena arrependida Leia mais »

Rolar para cima