Carlos Amorim

Carlos Amorim, aos 33 anos perdeu a visão em decorrência de um glaucoma, nessa ocasião residia no Rio de Janeiro onde recebeu as primeiras informações para viver a nova realidade que apresentava-se como um desafio a ser vencido. Percebeu com facilidade a estupidez da sociedade em desrespeitar, excluir, discriminar e desvalorizar a pessoa com deficiência. A partir de então travou uma luta titânica com a finalidade de educar, conscientizar, informar e sensibilizar as pessoas, autoridades e poderes constituídos, principalmente com todas as atenções voltadas a respeitabilidade da legislação vigente do Brasil pertinente a pessoa com deficiência. Tendo encontrado barreiras quase que intransponíveis, mas existe uma esperança em um número reduzidíssimo do contingente populacional do Brasil que também está encampando essa tarefa. A cada instante procura ocupar todos os espaços para divulgar essa necessidade premente como está sendo feito nesse veículo. A maior barreira encontrada não são as arquitetônicas, são de fato as atitudinais, quebradas essas barreiras teremos o nosso reconhecimento alcançado como pessoas produtivas, instruídas, competentes e que a cultura retrógrada do “CEGUINHO COM A CUIA NA MÃO” seja extirpada das mentes e dos corações da sociedade brasileira. Houve nesse processo de transição pós cegueira um intenso aprendizado, participações em congressos seminários, fóruns nas mais variadas unidades da federação brasileira, culminando com o reconhecimento de algumas instituições que perceberam sem muito esforço a importância do trabalho desenvolvido em benefício do bem estar da comunidade de pessoas com deficiência do estado do Piauí, em conformidade com certificados, títulos e diplomas expostos em visitações dos internautas. Enfim apresenta-se ao conhecimento de todos “OLHO DE ÁGUIA” projeto educativo, como uma prestação de contas do serviço prestado a comunidade de pessoas com deficiência do estado do Piauí ao longo de dez anos, tendo como conteúdo em suas 32 faixas de gravação em áudio, matérias institucionais, educativas, denúncias, reproduções de participações em rádio e televisão, entrevistas feitas e concedidas pelo autor desse projeto, reconhecimento de serviços e elogios a autoridades constituídas, pessoas físicas e jurídicas, todo esse trabalho voltado para a conscientização, informação e educação de todos, para o atendimento adequado às necessidade da pessoa com deficiência. É importante a participação de todos nessa nossa empreitada, não se recuse a colaborar. Carlos Amorim

Sindicalista casca de jaca

Senhor Miguel Borges, Fui informado de comentários pejorativos referentes a minha cidadania, especialmente a minha atividade profissional enquanto jornalista DRT 2081 com filiação ao Sindicato dos Jornalistas do Piauí, como também a FENAJ(Federação Nacional dos Jornalistas). Com base no decreto federal 9.329 de 04 de abril de 2018, sou detentor de registro profissional nº 1612, …

Sindicalista casca de jaca Leia mais »

Saborosa ricota mineira temperada a gosto

Segunda-feira 19 de abril do corrente ano, às 6h como hábito sintonizei meu rádio no programa estrelado pela radialista Paula Souza, para minha surpresa, decepção e frustração a Paula, assídua britanicamente no horário não fez a tradicional saudação de todos os dias, elenco a mais cativante: Tudo bem com você? Em substituição foi executada uma …

Saborosa ricota mineira temperada a gosto Leia mais »

Boçalidade, conivência e corrupção

A palavra comunicação deriva do latim communicare, significa “tornar comum a todos”, a etimologia da palavra comunicar é o ato de levar a informação enquanto notícia ao conhecimento da opinião pública. Os elementos da comunicação são: emissor, receptor, mensagem, código, canal, referente, assunto ou contexto. A função da linguagem consiste em denotativa ou referencial, conativa …

Boçalidade, conivência e corrupção Leia mais »

Morte o preço do pecado

Tenho 69 anos de idade, aos 32 fui acometido de patologia ocular identificada por glaucoma, cegueira irreversível. Para me locomover com independência, liberdade e soberania assegurando minha garantia constitucional ao ir e vir sou obrigado a usar um importante acessório denominado “bengala”. Não considero em absoluto que esse equipamento seja segregatório, como também 6,5 milhões …

Morte o preço do pecado Leia mais »

O que é Adoção Responsável?

No Brasil, milhares de animais são abandonados, todos os anos. Adotar um animal é, a guarda de um animal e o cumprimento das suas responsabilidades de tutor, sem negligências. Significa uma grande responsabilidade, que implica um compromisso que dura toda a vida do animal. É preciso pensar e avaliar bem antes de se tornar responsável …

O que é Adoção Responsável? Leia mais »

Rolar para cima