Amplitude Modulada, fracasso patronal

O candidato a prefeito de Teresina Mário Rogério da Costa Soares, por falta do que fazer, por incompetência, por mau-caratismo, denunciou ao Ministério Público do Piauí o conceituado médico José Pessoa Leal, popularmente Dr Pessoa, candidato a prefeito de Teresina, líder em pesquisas de vários institutos de opinião pública, vitima de horrenda acusação de estar contaminando com a Covid-19 o povo de Teresina em sua campanha e demais eventos inerentes ao processo eleitoral. O chocante de todo esse despautério ético do acusador, refere-se a postura antidemocrática, desumana e oportunista, postando-se como capacho, ajoelhado, acovardado e subserviente ao Firmino Filho, serviçal descaradamente verdadeiro escudo em defesa do candidato quebra tudo do PSDB.

O Dr. Pessoa tem obrigação de processar o Mário Rogério por calúnia e difamação pela autoria de factoide criminoso. O candidato do MDB em um debate comentou que havia contraído a Covid-19, mas foi tratado com rigor, ficou confinado em sua residência, submetido aos exames determinados pelo protocolo do Conselho Mundial da Saúde até a liberação e autorização dos seus médicos para prosseguir em sua caminhada em direção a extraordinária vitória no próximo domingo dia 15.

É de conhecimento público que o prefeito criança Firmino Filho, também foi acometido de Covid-19, o Mário Rogério deveria ter denunciado esse fato ao MP-PI, mas daria um tiro no pé, perderia a mídia institucional do município, cujo recurso financeiro ameniza a fome e prolonga a falência da combalida concessão publica Rádio Difusora casca de ovo de pato.

O episódio tomou gigantescas proporções, obrigando o autor dessa ignomínia dar explicações e criar pretextos em sua defesa, quando declinou no dia de ontem quarta-feira, na rádio Teresina FM, não ter cometido qualquer tipo de denúncia, apenas provocou o MP-PI temendo por sua saúde em decorrência de sua participação nos debates com a presença do candidato contaminado.

O que é cômico se não fosse drástico é que esse pobre diabo consegue ser invisível a opinião pública com base nas pesquisas divulgadas. Percebo nesta indecorosa indecência a desvalorização do processo democrático brasileiro, quando o cidadão ao acompanhar um debate de proposições para um cargo eletivo, se depara com um elemento de tal estirpe, vazio, descompromissado, incompetente, desatualizado, revanchista, reacionário, venal e imbecilizado, postando-se como sendo um estadista de invejável conhecimento da elaboração na constituição dos Estados Unidos com mais de 200 anos de existência. Fico pasmo ao ouvir as mentiras e promessas do Mário Rogério, são situações vexatórias que enche o saco da opinião pública, que nunca conseguirá executá-las nem nascendo cem vezes.

As autoridades brasileiras devem atentarem a esses episódios que enodoam o processo eleitoral e defenestra a Carta Magna brasileira. É urgente o restabelecimento de uma nova fórmula, método ou modelo eleitoral para filtrar e purificar os candidatos com ambição, desejo ou missão de representar o contribuinte no parlamento, como também nos cargos majoritários. A sociedade já sabe de có o proselitismo desse moço, propagado, massificado e divulgado nos meios de comunicação, principalmente geração de emprego e renda, embora não tenha explicitado uma única vírgula como esse milagre ocorrerá para encampar toda mão de obra ociosa em Teresina.

A pergunta que não quer calar, esse senhor é detentor de uma concessão pública de rádio, na grade de programação da mesma, não existe sequer uma única mulher contratada para executar sua atividade de radialista comunicadora, embora a Comrádio tenha profissionalizado centenas de mulheres capacitadas e diplomadas, aptas a exercerem a função.

Por incrível que pareça a vice-prefeita na chapa desse cidadão, tem o objetivo de valorizar a mulher na política partidária, veja só senhoras e senhores o tipo de prefeito que assumiria as rédeas do comando de Teresina a partir de janeiro de 2021.

Carlos Amorim DRT 2081/PI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima