Adaptação entre os gatos

Nunca coloque coloque dois gatos frente a frente, essa apresentação entre gatos é muito traumática, os gatinhos vão se assustar muito, gerando muito estresse. A apresentação dos gatinhos precisa ser feita de uma maneira gradual. Se você já tem um gato, mas quer adotar outro, o ideal é fazer um processo de adaptação.

O primeiro passo é checar a saúde do animal, leve o novo animal ao veterinário antes de qualquer aproximação para evitar que ele transmita verme ou doença ao outro pet. Territorialistas por natureza, os felinos dificilmente se habituam com outro animal da mesma espécie rapidamente, passando a aceitar a presença gradualmente. Cada caso é um caso e tudo varia de acordo com a personalidade, idade, temperamento e raça. Muitas vezes pode virar motivo de brigas, arranhões e estresse.

Ao chegar em uma casa nova, por exemplo, o bichano pode ficar receoso, estressado e arisco. Inclusive, existe o risco dele desenvolver problemas de relacionamento. A princípio, deixe os gatinhos em cômodos separados com a caminha, caixinha de areia, comedouro e bebedouro, depois, deixe que o gato residente cheire os novos acessórios e reconheça o ambiente. É importante não deixar que o gato residente use os novos acessórios, mas observe e comece a entender que um novo morador irá chegar.

É recomendado que não haja nem contato visual, eles se conhecerão pelo cheiro e só depois devem ser aproximados. O próximo passo é trocar os gatos de lugar, porém, sem que se vejam ainda coloque o novo pet no ambiente do adulto e vice-versa, comece com meia hora e pode aumentar o tempo em dois ou três dias. A interação pode iniciar após essa etapa, mas com cautela. Se tiver uma zona com um vidro ou janela pelo meio, é uma boa opção.

Outra opção é a instalação de um portão de bebê para criar uma barreira segura, desta forma, os gatos podem se sentir mais inclinados a se aproximar. Outra possibilidade seria colocar o novo gato na casinha dele e criar um espaço de alimentação antes, mas com a porta ligeiramente aberta para eles poderem olhar um para o outro, se eles estiverem tranquilos você pode usar um brinquedo do gênero de varinha para eles brincarem e associarem momentos de brincadeira um ao outro. Caso o novo gatinho seja um filhote, coloque-o dentro de uma caixinha de transporte para o antigo morador se aproximar.

Você pode alimentá-los próximo as bordas dessa barreira física e utilizar comida e brinquedos para incentivá-los a associar coisas boas com os encontros. O jogo aumenta a confiança entre os dois e diminui o estresse. Antes de coloca-los frente a frente, alguns sinais são importantes para ter certeza de que é o momento certo para isso, por exemplo, os cheiros já não parecem estranhos, os animais não fazem barulho ao perceber a presença um do outro, não aparentam receio ou medo ao caminhar pela casa são alguns indicativos de sucesso.

A média de tempo para o processo todo não passa de uma semana, porém, em alguns casos, pode levar até um mês, pois cada gatinho tem suas particularidades. Então, mantenha a calma, use brinquedos, petiscos ou odorizador de ambiente para acalmar os ânimos, existem várias marcas no mercado. Pode ter certeza que agora é questão de tempo, os seu gatinhos vão precisar de tempo para criar um laço e você vai precisar ter muita paciência e atenção com eles.

Dica: Para evitar ciúmes sempre cumprimente o gato residente primeiro. Os gatos residentes também precisam de amor para não se sentirem “trocados”, então não se esqueça de dar bastante atenção para eles também, se possível marque uma consulta com o veterinário na sua casa para ele verificar como anda o processo de adaptação e como anda a saúde de seus gatinhos.

Mônica Silva (Projeto Uivos e Miados)

1 comentário em “Adaptação entre os gatos”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima