Ao Senhor diretor da rádio Meio Norte FM

Quero nessa oportunidade apresentar votos de bem-estar, êxito e prosperidade aos empreendimentos e atribuições de vossa responsabilidade. Tenho formação e capacitação em jornalismo DRT 2081 e radialismo TRT 1612. Tomei conhecimento através de um profissional da rádio Pioneira de Teresina que um dos apresentadores do programa voz do povo senhor Paulo Brito, ao rechaçar o comentário de um ouvinte que elogiara minha performance em outra emissora enquanto formador de opinião, declinou que minha participação seria bem-vinda ao programa, o Paulo Brito por sua vez asseverou peremptoriamente de forma ríspida, totalitária e desrespeitosa “aqui ele não fala”, nem sendo mandado pelo Paulo Guimarães.

Pelo que se percebe esse moço desconhece uma série de garantias de direitos legalmente constituídas ao cidadão brasileiro impostas pelo artigo 5º da Constituição Federal. Em virtude de deplorável ignomínia solicito administrativamente direito de resposta com o tempo de 5 minutos. Gostaria que vossa senhoria determinasse que ligassem para o meu celular de número 99162496 no horário entre 6h30 até 6h45.

Nesta quinta-feira o senhor Paulo Brito em comentário pejorativa, debochado e humilhante informou que contemplaria um cego com “duzentos real” para ficar lhe olhando e para uma cega “trezentos real” para o mesmo procedimento. É importante orientar, informar e conscientizar esse senhor que a Associação dos Cegos do Piauí-ACEP tem registrado em seus anais 1.800 membros associativos, sendo acima de 60 profissionais liberais detentores de até três graduações acadêmicas, sob a proteção e garantia da Lei Brasileira da Inclusão-LBI nº 13.146-7, como também o Estatuto Piauiense de Defesa da Pessoa com Deficiência nº 6.653/2015 lavra da então deputada estadual Rejane Dias. No que se refere a nomenclatura equivocada usada pelo Paulo Brito, o Brasil é signatário da Convenção da ONU realizada em Salamanca na Espanha, cujo texto foi ratificado na constituição do Brasil, “portanto a tentativa de brincar com fogo pode se transformar em tragédia”.

OBS: O idoso no exercício de qualquer atividade profissional não está imune e nem tão pouco inexorável a responder cível e criminalmente por seus atos desabonadores a legislação federal da politica de acessibilidade vigente no Brasil.

Certa ocasião me deparei com o Paulo Guimarães concedendo entrevista ao programa banca de sapateiro ancorado pelo Arimateia Carvalho, nos instantes finais da entrevista o empresário interrogou ao Ari: Estou estranhando não ter havido nenhuma participação dos ouvintes, o Ari respondeu: Paulo está cheio de mensagens no WhatsApp, o problema é que não fiz averiguação prévia do que os ouvintes estão dizendo, o Paulo Guimarães demonstrando indignação retrucou: Pode botar o ouvinte no ar, aqui não tem censura, a liberdade de expressão e pensamento é garantido a todos, é evidente que temos nossa linha editorial.

Foi cumprida a ordem do patrão e não ouve nada fora dos parâmetros normais por parte da manifestação dos ouvintes.

Nada mais para o momento,

Carlos Amorim DRT 2081

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *