Cinzas do jornal “O Pasquim”

Nessa quinta-feira (7), data consagrada ao dia do jornalista, em Teresina muita farofa, papo furado, conversa de malandro para delegado e o tradicional “acordão”, que consiste de forma criminosa e maledicente entre cuspidores de microfone, capachos e medíocres ouvintes que participam de programas radiofônicos referenciando e elogiando mentirosos do rádio e televisão, tecendo comentários inverídicos …

Cinzas do jornal “O Pasquim” Leia mais »