De boia-fria a sangue azul inglês

Em janeiro de 1973 cheguei ao Rio de Janeiro, três meses fiquei perambulando pela cidade maravilhosa, conheci superficialmente os points de grande concentração de pessoas, bares, boates, locais da boemia carioca, um dos meus pontos preferidos era os inferninhos da praça Mauá, artéria portuária, onde rolava todo tipo de movimento à disposição de quem tinha …

De boia-fria a sangue azul inglês Leia mais »