12 meses a gestação de jumento

Terça-feira (27) ao chegar ao terminal 1 na Praça Mal. Deodoro da Fonseca, sendo este ponto de parada para as linhas Três Andares, Redenção, IAPC e de dezenas de bairros de Timon/MA, para minha surpresa me deparei com a viatura de placas 4424 da guarda municipal estacionada nessa artéria específica para desembarque e acesso de usuários do sistema de transporte publico de Tersina.

Fui informado que os agentes estavam confortavelmente no interior do veículo, mesmo estacionado permanecia com o motor ligado, incomodado com o brutal desrespeito e por ser pessoa com deficiência visual solicitei um transeunte que me levasse a um dos guardas, informei que aquele procedimento era absolutamente inaceitável em virtude de causar transtorno aos ônibus que teriam que parar fora do ponto, a resposta de um deles foi interrogar o que eu tinha a ver com o trabalho que estavam prestando, me identifiquei apresentando minha cédula como jornalista profissional, imediatamente fui informado que estavam autorizados pelo secretário Samuel Silveira, asseverei que tinha certeza que não estavam falando a verdade, o que estava dirigindo o carro desafiou em alto e bom tom: Você pode reclamar a quem quiser, nesse momento desligou o motor do carro que funcionava ate então.

Após esse dialogo improdutivo liguei para o celular do secretário Samuel Silveira, que de forma estarrecida e perplexa lamentou a indisciplina dos seus comandados informando que havia determinado que fossem para um ponto de transbordo, com a missão de evitar vandalismo e pichações nas paradas, me agradeceu pela colaboração e agendou para as 9horas do dia seguinte em seu gabinete para tomar termo meu depoimento e mandar os guardas recalcitrantes para a corregedoria, lamentavelmente o encontro não foi possível em decorrência de atribuições do secretário em eventos previamente agendados.

O angustiante de todo esse desastroso fato, refere-se ao estado probatório desses servidores que sequer abandonaram as fraudas, mas trazem consigo todo nefasto procedimento da indisciplina, intransigência, arrogância, truculência e falta de educação. Honestamente eu não gostaria de estar na pele do secretário Samuel Silveira para ter que descascar esse podre abacaxi.

Quarta-feira (28) às 17h20min no mesmo local, idêntico fato ocorreu com uma viatura da Polícia Militar, apenas com uma única e importante diferença, o comandante da guarnição ao perceber que eu comentava o ato do irregular estacionamento, imediatamente determinou a retirada da viatura deixando livre o espaço para o estacionamento dos ônibus.

Geralmente nesse espaço que menciono nessa pauta, cotidianamente entre 16h e 17h é local de estacionamento de um carro-forte que salvo engano recolhe dinheiro de uma casa lotérica nas proximidades, percebe-se facilmente que a Strans peca clamorosamente pela sua irresponsabilidade de não cumprir sua atividade profissional para fiscalizar e punir esse tipo de abuso.

O policiamento em prol da segurança da sociedade jamais poderá ser feito com agentes repressores sentados confortavelmente dentro de viaturas usufruindo de ar refrigerado perfeito, o correto seria estacionar os veículos em locais que não prejudiquem o ir e vir das pessoas no momento de tomar suas conduções, o policiamento poderá ser feito nos moldes do antigo Cosme e Damião transitando no meio do povo, prendendo e afastando os bandidos da via publica.

Com a palavra as autoridades constituídas para reprimir de forma rigorosa e exemplar esse tipo de irresponsabilidade que constrange, humilha e aterroriza o cidadão de bem que contribui com o pagamento de seus impostos para manter viva essa máquina delituosa.

Carlos Amorim DRT 2081



Este texto foi publicado em quinta-feira, março 1st, 2018 às 7:07 am na(s) categoria(s) Crítica, Denúncia, Geral. Você pode acompanhar todos os comentários deste post através do feed RSS 2.0. Você pode deixar um comentário, ou dar trackback através do seu próprio site.

Deixe um comentário

Seu comentário